Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

jugular

o marketing directo por telefone ou a canalhice institucionalizada

não há praticamente um dia que passe em casa em que não receba telefonemas de marketing directo. não sei se é azar meu ou apenas o costume, por suceder com todos os telefones fixos. certo é que não falha. hoje foi da sonae. do número de telefone 226181713 sai esta 'está, d. fernanda, é daqui do serviço dos telefones'. do serviço dos telefones?, pergunto, careca de saber que se trata de um espertalhaço a ver se apanha um idoso crédulo, que vá na conversa e acabe por concordar com um contrato qualquer que depois passará meses a tentar cancelar. 'sim, da clix da sonae'. como de costume, pergunto por que motivo me estão a ligar, se não liguei para eles e com que direito incomodam as pessoas com marketing directo. 'julga que é quem, o presidente da república?', pergunta o tipo da sonae. desligo o telefone. o homem volta a ligar. digo 'está proibido de ligar para este número'. liga de novo. não atendo. desiste.

 

estas coisas passam-se assim, num país com um instituto do consumidor e legislação razoavelmente clara sobre dados pessoais e até uma associação de empresas de marketing directo com um código de conduta (ena! -- azar que o li e nada vi sobre telefonemas para casa de pessoas a pretender ser e representar quem não se é e não se representa) e um site na internet que inclui o endereço mail de uma 'lista de oposição' a que as pessoas podem juntar o seu nome para não receberem telefonemas repetidos e sms e mail não solicitado. o endereço é listadeoposicao@amd.pt. quanto à ironia, é ilimitada: ter de colocar o nome e dados pessoais numa lista de empresas de marketing directo para que as ditas deixem de ter acesso aos nossos dados pessoais a que nunca demos autorização de acesso é muito bom. muito bom mesmo.

 

tenho consciência de que a maioria das pessoas que estão a trabalhar para estas empresas e a ligar para casa das pessoas não gostam do que fazem e só o fazem por ausência de alternativas. provavelmente ganham à percentagem, ou seja, ganham tanto mais (e sempre mal, adivinho) quanto mais gente chatearem e enganarem. tenho pena. tenho mesmo.

 

mas o facto de estar em dificuldade não justifica -- não pode justificar -- o que este empregado da sonae ou em nome da sonae fez, na primeira abordagem: tentar enganar o interlocutor, fazê-lo crer que está a ligar da companhia de telefone de que este é cliente. e isso, seja qual for a desculpa que se arranje, é pura canalhice. vergonha para quem a pratica e sobretudo para quem a encomenda e paga -- e mais ainda para as autoridades portuguesas com o pelouro da defesa do consumidor, que permitem que isto suceda ao exigirem aos cidadãos que se dêem ao trabalho de registar o seu protesto e recusa para deixarem de ser importunados. a abordagem directa pelo telefone com fins comerciais é uma prática absolutamente intolerável, sobretudo quando, como se vê pelo exemplo narrado, funciona como simples e despudorado assédio e tentativa de burla.

 

pormenor: não se consegue ligar de volta para o número em causa. et pour cause. mas nada que um pouco de pesquisa não resolva. o número é da empresa patamar de ideias . no site, os logos da clix, zon, meo, holmes place e, nada como o mundo ser pequeno, da red bull air race. descobertos os culpados, se não se importam, quero que vão todos dar banho ao canito.

29 comentários

Comentar post

Pág. 1/2

Arquivo

Isabel Moreira

Ana Vidigal
Irene Pimentel
Miguel Vale de Almeida

Rogério da Costa Pereira

Rui Herbon


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Pode dar mais detalhes?

  • Paulo Pinto

    por acaso, a expressão do "saber só de experiência...

  • Luís Lavoura

    o melhor método que temos à nossa disposição para ...

  • Luís Lavoura

    É preciso um certo cuidado, pois o facto de algo n...

  • Filipe Gomes

    O problema das medicinas alternativas é o facto de...

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Links

blogs

media