Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

jugular

É uma canseira ter de repetir todos os anos a mesma coisa

 

(imagem roubada ao País Relativo que, esta sim, merece reflexão)

 

Felizmente que há quem tenha bem mais paciência que eu para dissecar a mistificação do ranking das escolas, é o caso do Pedro Sales (aliás, se não me falha a memória, também escreveu 3 posts obrigatórios sobre o mesmo tema na mesma altura do ano passado. Depois de fazer o jantar irei à procura deles no Zero de Conduta).

 

Adenda: não foram 3 foram 4 e cá vão eles (não liguem ao primeiro post que aparece - e daí, hum... - é mais fácil "linkar" o bloco que fazê-lo um a um).

A última jacquerie

O caso (chamemos-lhe assim) do terminal de contentores de Alcântara pode com vantagem ser decomposto em, pelo menos, seis temas distintos:

1. A relação entre a cidade e o rio.

2. A relação entre a Administração do Porto de Lisboa e a Câmara.

3. O plano de expansão do Porto de Lisboa.

4. A localização do terminal de contentores.

5. O prolongamento da concessão sem concurso.

6. A eventual influência política do actual Presidente da Mota-Engil na decisão.

Na minha maneira de ver, a polémica que envolve 1 é uma tolice, o mesmo se podendo dizer, ou quase, de 2. Quanto a 3 e 4, trata-se de questões técnico-económicas sobre as quais os opinantes tudo ignoram, mas apenas porque não querem saber. Inquirir sobre 5 e 6, em contrapartida, faz todo o sentido, embora não possamos ignorar que, para muitos, o julgamento estará feito, de nada importando o que se vier a apurar.

Misturar muitos assuntos no mesmo saco é uma técnica de argumentação com duas vantagens para os pescadores de águas turvas: a) dificulta a discussão, visto que permite aos críticos saltarem constantemente de um tema para outro; b) alarga o número de potenciais aderentes à coligação negativa.

A concluir, não posso deixar de felicitar os entusiastas militantes desta fronda pela qualidade do líder que nesta ocasião conseguiram.

Não se esqueçam, porém, que para além dos contentores, Miguel Sousa Tavares também embirra, entre outras coisas, com as celuloses e com o turismo. Vendo bem, não me recordo de nenhuma actividade económica que ele aprecie.

 

Acertar no totobola à segunda feira

Parece que a principal razão para muitos conservadores não apoiarem McCain é a sua escolha de Palin para VP. E o que é que eles dizem sobre a Governadora 'maverick' do Alasca? Dizem que ela revelou uma total falta de preparação que o cargo exige, que mostrou não dominar as matérias e desafios do nosso tempo, que a sua visão de mundo é simplista e perigosa—ela é, basicamente um enorme fiasco. Por outras palavras, que ser Hockey Mom, defender os Small Town Values, representar a Real America, denunciar os elitistas e exibir o patriotismo acéfalo do Country First, podem excitar muita gente, mas não são certamente 'qualidades' relevantes para um potencial presidente dos EUA, sobretudo tendo em contas o contexto actual. Aquilo que verdadeiramente me preocupa é o facto de esses atributos terem sido alguma vez valorizados. É que Palin não se veio a revelar afinal como apenas isso—ela sempre se definiu (e foi definida) exclusivamente desse modo; essas eram as suas únicas qualidades.


não perca os 3 (que afinal foram 2), com francisco louçã

já estão disponíveis no site da pó dos livros excertos vídeo do último 'não perca os 3', o debate organizado mensalmente pela editora tinta da china na livraria pó dos livros (marquês de tomar, lisboa), que na última terça-feira teve francisco louçã como convidado e como temas 'as eleições americanas' e 'se eu fosse primeiro ministro'. as afirmações de louçã na conversa comigo e com rui tavares (o terceiro dos 3, pedro mexia, não pode estar presente) sobre sá fernandes ('lamentável a sua presença na conferência de imprensa de ana sara brito'), obama ('não é de esquerda, isso seria uma enorme ofensa'), manuela ferreira leite ('é o seguro de vida de josé sócrates') e cuba ('não há ditaduras de esquerda') estão para ali espalhadas (algumas foram citadas aqui).

visto do deuteronómio

Aconteceu um destes dias. "Os extremistas islâmicos da Somália executaram uma jovem de 23 anos, por lapidação. A mulher foi acusada por adultério na localidade Kismayu, no Sul do país." A mulher não tem nome, quem a matou também não, a história tem dez linhas. Não há imagens nem entrevistas, nada daquilo que faz "o interesse humano". Não é pois uma grande notícia, morrer à pedrada. Pedra após pedra da mão de gente que ainda ontem talvez nos dissesse olá, que ainda ontem era um vizinho ou um primo ou um irmão, que ainda ontem julgávamos amigo. Mas morremos ali, cercados como por lobos, golpe após golpe. Nenhum profeta para entrar no círculo e suster o massacre com uma parábola, nenhum sinal divino, nenhum raio a fulminar os monstros. E depois nenhum julgamento, nenhum castigo.


 

Pág. 1/33

Arquivo

Isabel Moreira

Ana Vidigal
Irene Pimentel
Miguel Vale de Almeida

Rogério da Costa Pereira

Rui Herbon


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Manolo Heredia

    O imagem de neutralidade não tem nada a ver com a ...

  • Sandra Wink.Wink

    O que me preocupa é esta mediatização da questão d...

  • Jorge Rodrigues

    bem...independentemente do credo religioso ou polí...

  • Miguel Madeira

    A minha opinião - a partir do momento em que se ad...

  • JgMenos

    A esquerna deve ter um par de mantras para dar res...

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Links

blogs

media