Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

jugular

onde se prova que, quando já estávamos convencidos de que isto tinha batido no fundo, há sempre um mário crespo para mostrar que é possível descer ainda mais baixo

'Há um elemento que equivale a uma admissão de culpa do Primeiro Ministro nas tentativas manipulatórias e de condicionamento brutal da opinião pública: a saída extemporânea de Fernanda Câncio de um painel fixo de debate na TVI sobre a actualidade nacional onde o Freeport tem sido discutido com saudável desassombro, apregoa a intolerância ao contraditório.'

Que dizer quando a obsessão chega a este limite? (Rui David)

"A linguagem da "caixa de pandora" e do "coitadinho" tem sido frequentemente utilizada com total despropósito neste "debate" . O "coitadinho" já desmentiu tudo o que havia a desmentir. A isso reagiu parte da opinião pública (comentadores, etc., cada um com as suas agendas próprias) dizendo que ele se estava a "vitimizar". E porquê? Porque na realidade qualquer pessoa que se veja envolvida num processo destes está encurralado, já que pela sua natureza, apenas uma investigação judicial e um julgamento permitirão esclarecer tudo "inequivocamente" e "sem margem para dúvidas". Mais ainda, enquanto decorre o processo, há uma série de pessoas que pegam nas "provas" e iniciam, na prática, o julgamento em praça pública, marcando o timing que lhes convém para queimar a pessoa em lume brando enquanto se espera que o alvo do processo se obrigue à total passividade. Já vimos isto com o Ferro Rodrigues. Sendo assim, quem pede que nessas circunstâncias "desminta inequivocamente" e "sem margem para dúvidas" o que quer que seja, ou é um total ingénuo ou hipócrita. O PM tentou dar uma resposta indirecta a esta questão, minimizando a discussão pública e processando quem considera que o caluniou. O facto de não alimentar a peixeirada serviu o argumento de que "tem uma relação difícil" com a imprensa e quanto aos processos, um sector da opinião pública (tristemente parte dela de esquerda, ou pior, há uma parte da esquerda que faz o papel de tropa de choque de idiotas úteis neste caso enquanto a direita se mantém numa relativa - e hipócrita discrição) reage como se o homem ao processar quem considera que o caluniou estivesse a atentar contra algumas liberdades, nomeadamente a de expressão... Em simultâneo, quando uma estação de TV privada processa um PM por delito de opinião, pouca dessa gente tão afecta às liberdades" e noutras circunstâncias tão aflita com o controle berlusconiano da informação por empresas privadas percebe as implicações graves, essas sim, para a liberdade de expressão. A generalidade prefere espojar-se em metáforas de mau gosto sobre "o Chefe". Que dizer quando a obsessão chega a este limite?"

 

Rui David (sacado desta caixa de comentários).

(e um abraço, Rui. Há quanto tempo...!)

Não é a fenomenologia do ser, mas anda lá perto

Gostava muito de começar a estudar mais Filosofia, principalmente Ética, que está dominada pela Igreja. No lado anglo-saxónico há uma filosofia muito mais pragmática e secular que não baseia os valores na crença num ser supremo e em recompensas depois da morte. Os valores são construídos pelos seres humanos.

 

Alexandre Quintanilha, em entrevista ao Correio da Manhã

basta dizer?

No 31 da armada, vasco campilho, para atacar costa, certifica:

 

'Com os executivos do PSD em Lisboa, foram feitas intervenções de fundo em zonas históricas e de urbanização consolidada da cidade de Lisboa, nomeadamente condicionamento do tráfego no Bairro Alto, Alfama e Bica, reabilitação da Rua da Madalena, reabilitação da Rua de São Bento, inúmeras obras coercivas. Também nesse período, a reabilitação do edificado por iniciativa privada aumentou muito significativamente.'

 

engraçado. eu moro ao lado da rua da madalena e se há coisa que sei é que a reabilitação da dita, anunciada em cartazes por toda a cidade no consulado de santana lopes ('nunca se fechou a rua para a fazer mais bonita'), é um bom exemplo da eficiência e solidez da sua governação. a rua esteve fechada ao trânsito à volta de 2 anos e quando foi aberta estava muito longe da imagem de reabilitação anunciada. a generalidade das obras efectuadas nos prédios da rua correram a expensas dos proprietários e com indicações imprecisas e contraditórias da câmara, e há edifícios que foram entaipados que assim permanecem, em 2009. claro que se poderá dizer que a responsabilidade dos atrasos não pode assacar-se exclusivamente aos executivos de santana e carmona, mas a verdade é que governaram a cidade de 2002 a 2007 e a prometida reabilitação da baixa de que a rua da madalena seria o pontapé de saída nunca ocorreu, e muito menos a limitação da circulação automóvel na zona ou qualquer outra medida daquelas que são consideradas mandatórias há anos -- e por todos s candidatos à câmara.

 

por outro lado, os condicionamentos de tráfego citados (bairro alto, bica e alfama) estavam já, se não me engano, em estudo no consulado de joão soares.

 

falar da reabilitação da rua da madalena como 'obra de santana' e dá-la como efectiva é tomar as suas mensagens publicitárias como verdadeiras. convém, quando se tenciona falar a sério, e sobretudo comparar executivos, saber realmente do que se fala. a não ser que a ideia seja apenas, de facto, fazer propaganda.

 

(nota: hoje de manhã esqueci-me de colocar o link para o 31. as minhas desculpas aos leitores)

Deixem de associar a ideia de alma ao ADN

Nunca pensei recomendar tão enfaticamente a leitura do Correio da Manhã, mas a entrevista de Alexandre Quintanilha é um must read... Gosto em particular deste excerto ... brilhante:

 

O que é que lhe apetece fazer agora?

Gostava muito de começar a estudar mais Filosofia, principalmente Ética, que está dominada pela Igreja. No lado anglo-saxónico há uma filosofia muito mais pragmática e secular que não baseia os valores na crença num ser supremo e em recompensas depois da morte. Os valores são construídos pelos seres humanos.

Interessa-lhe a Ética em articulação com a Ciência?

Principalmente. E voltamos às questões da Biologia relacionadas com a autonomia das pessoas. Há perguntas infantis: ‘você é a favor do aborto?’, ‘você é a favor da eutanásia?’ Eu sou é contra a criminalização do aborto e da eutanásia. Deve haver situações em que, se calhar, faz todo o sentido, é o mal menor do processo.

PH?!

Quando, na sexta-feira, um grupinho de gente começou a fazer o seu Euprofiler (via boss) e a partilhar resultados no twitter, os sorrisos - pelo menos os meus - abundaram dada presença avassaladora do Partido Humanista no Top 3 dos partidos "mais próximos".  Resolvi estender o desafio via mail a mais uns quantos e a constante mantém-se. Não há alminha que tenha feito o teste que não tenha o bendito PH a assombrá-lo. Quem se habilita a "testar-se" e quantos mais se descobrirão "humanistas"?

 

Adenda: esqueci-me de dizer para não se ficarem pelo gráfico inicial, vão até à "análise".

Arquivo

Isabel Moreira

Ana Vidigal
Irene Pimentel
Miguel Vale de Almeida

Rogério da Costa Pereira

Rui Herbon


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Pode dar mais detalhes?

  • Paulo Pinto

    por acaso, a expressão do "saber só de experiência...

  • Luís Lavoura

    o melhor método que temos à nossa disposição para ...

  • Luís Lavoura

    É preciso um certo cuidado, pois o facto de algo n...

  • Filipe Gomes

    O problema das medicinas alternativas é o facto de...

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Links

blogs

media