Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

jugular

Prescrição electrónica: à atenção de todos

Tal como havia sido anunciado, a obrigatoriedade de prescrição electrónica generalizada entra em vigor na segunda-feira, dia 1 de Agosto. Haverá, no entanto, um período de adaptação, de pelo menos um mês, durante o qual serão aceites nas farmácias - e aplicadas as habituais regras de comparticipação - as receitas manuais desde que seja feita a ressalva de que se trata de uma excepção, "Para tal, é preciso escrever na receita a palavra "excepção", com indicação da situação em que se encontra o médico, e que pode ser: inadaptação ao sistema, prescrever menos de 50 receitas por mês, provar falência do sistema ou medicar no domicílio."

bano rashid, 18 anos

 

 

Ms. Rashid, an Iraqi Kurd who moved to Norway as a child, wanted to help redefine what it means to be Norwegian. A Muslim imam and a Christian minister presided over her funeral.

It was a mission that an anti-immigrant extremist sought to thwart when he killed Ms. Rashid, 18, and at least 76 others a week ago in attacks on the government headquarters and at an isolated camp that were meant to turn Norway upon itself.

 

(...)


Ms. Rashid’s family came to Norway in 1996 after fleeing Iraq amid mounting violence against Kurds by the government of Saddam Hussein. An outspoken young woman with big brown eyes and a contagious laugh, Ms. Rashid dreamed of becoming Norway’s prime minister one day. She was planning to run in her first election for a seat on Nesodden’s City Council in September.

“She was a light in my life,” said Nina Sandberg, a Labor Party politician who intends to run for mayor here. “She once sat down on a bus with me and said, ‘Hey, I notice you’re a local politician. I’m going to be one as well.’

E entretanto na Irlanda

No dia 13 de Julho foi divulgado mais um relatório sobre abuso sexual de menores na Irlanda, leia-se por padres, o relatório Cloyne . Em mais uma investigação sem a prometida colaboração da Igreja, foi descoberto o óbvio: contrariamente ao que prometeu e ao que o Estado irlandês obriga pelo menos desde os relatórios Ryan e  Murphy,  este último a revelar o abuso endémico de menores em instituições católicas, o Vaticano continuou a encorajar os seus bispos a encobrir os casos de abuso sexual de menores, tão recentemente como há 3 anos.

 

gizem, yasin

 

Na primeira lista dos mortos de Utoya, várias dezenas não tinham foto. Só o nome e a idade. Em contraste com a imagem encenada do seu matador, os mortos não esperavam ser notícia. Não deixaram testamentos, manifestos, vídeos. E, nestes primeiros dias, é normal que quem os conhecia não esteja disponível para falar deles. É tempo de chorar, de aprender a aceitar que aconteceu mesmo, que houve mesmo alguém com uma arma automática a caçar miúdos de esquerda num ilhéu da Noruega.

 

Era, no entanto, de conhecer cada uma destas caras, cada um destes nomes, cada uma destas histórias que precisávamos. Por exemplo, Yasin Jamil Rafal, 20 anos, origem iraniana. Por exemplo, Gizem Dogan, turca, 17 anos. Quem eram? Que queriam? Que pensavam? Tão bonitas as duas, cabelos negros soltos e rostos descobertos, que Breivik caçou e abateu em Utoya, talvez não acreditando na sua sorte - fora para matar noruegueses "traidores", "multiculturalistas e politicamente correctos", desses que "aceitam" imigrantes "de outras raças" e que acham (incrível) que somos todos iguais e apanhou gente com origem nos "países muçulmanos", ainda por cima mulheres, as mulheres que no seu vídeo de propaganda histérico e básico são, gravidez representada como bomba-relógio, veículo da jihad (guerra santa) reprodutiva. No vídeo de Breivik, aliás, as mulheres são ou isso - exército de reprodutoras - ou vítimas de "violações de muçulmanos". E não é só no machismo que o vídeo e as ideias de Breivik se encontram com as do líder da Al-Qaeda, à qual tantos acorreram a atribuir os actos terroristas de 22 de Julho. Porque aquilo que Laden, Breivik e apaniguados querem destruir é exactamente o mesmo: a democracia ocidental, com o seu ideal de abertura, paz, diversidade, liberdade individual, laicidade, cosmopolitismo. O oposto dos mundos tribais, tradicionalistas, fechados e autoritários, de "verdadeiros cristãos" ou "verdadeiros europeus" e "verdadeiros muçulmanos" que são o seu reino mítico.

 

Assim, vindo do mesmo sítio - o ódio e o pavor do "outro" - que a motivação de Breivik, as acusações iniciais ao terrorismo islâmico que surgiram nos media faziam afinal um sentido, mesmo se tristemente irónico. Uma tão triste ironia como a do facto de a presença de Gizem e Yasin naquela ilha simbolizar o contrário absoluto daquilo que Breivik diz combater - não a "colonização do mundo ocidental pelo Islão" mas aquilo que Ben Laden mais receava, o triunfo das ideias liberais junto daqueles que acreditava serem o "seu" reduto, ideias cujo apelo e força ecoam nas revoluções que desde a Primavera abalam o mundo árabe.

 

Cada um dos 76 mortos desta tragédia é um símbolo e um aviso. Mas Gizem e Yasin podem bem ser a sua imagem mais pungente, aquela que nos diz que podemos vencer esta guerra contra o medo e o terror e o ódio. E que o caminho é o anunciado pelo deslumbrante PM norueguês: mais liberdade, mais igualdade, mais fraternidade. Mais e mais e mais democracia.

 

(publicado hoje no dn)

Arquivo

Isabel Moreira

Ana Vidigal
Irene Pimentel
Miguel Vale de Almeida

Rogério da Costa Pereira

Rui Herbon


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Pode dar mais detalhes?

  • Paulo Pinto

    por acaso, a expressão do "saber só de experiência...

  • Luís Lavoura

    o melhor método que temos à nossa disposição para ...

  • Luís Lavoura

    É preciso um certo cuidado, pois o facto de algo n...

  • Filipe Gomes

    O problema das medicinas alternativas é o facto de...

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Links

blogs

media