Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

jugular

Prepotência e absurdo

 

Em que é que a facilitação dos despedimentos que o Partido Popular Europeu nos pretende impor por intermédio da Comissão Europeia e do BCE contribui para reduzir o desemprego num momento como o actual?

Ainda se as reformas laborais sugeridas visassem reduzir os custos da contratação, poder-se-ia perceber; mas reduzir as barreiras ao despedimento conduz directamente ao aumento do desemprego.

Por outro lado, em que é que a facilitação dos despedimentos contribui para reduzir o défice das contas públicas? Mais desemprego implica mais subsídios de desemprego e, logo, maior pressão sobre a segurança social.

Nada menos apropriado nas circunstâncias actuais. As propostas da Comissão não têm nada a ver com a superação da crise, trata-se apenas de uma tentativa de aproveitamento da situação para agravar a condição dos mais fracos.

3 comentários

  • Sem imagem de perfil

    Romeu 01.12.2010 15:56

    É aquela coisa, Luís. Quando a direita diz que o casamento "tradicional" vai ser destruído por o casamento entre pessoas do mesmo sexo ser legal, a esquerda chama-lhe paranóica e ri-se da direita.


    Quando a direita propõe a flexibilização dos despedimentos a esquerda diz que vai toda a gente ser despedida e vamos todos para a miséria. Mas a esquerda NUNCA é paranóica... só a direita é que é.
  • Sem imagem de perfil

    carmo da rosa 02.12.2010 01:38

    Romeu, você tem toda a razão e a prova que tem razão é o estado do país: produz-se pouco e mal, e enquanto esta situação não for alterada os empregos serão escassos.

    E enquanto esta esquerda floribélica não perceber que são as empresas quem pagam os salários de toda a gente (incluindo o parasitário Estado), vai sempre ter este tipo de discussões.

    Mas não estou de acordo em flexibilizar as leis laborais para despedir empregados de 50 anos para os substituir por jovens de 25 - deve-se despedir apenas os que funcionam mal, sejam  eles homens, mulheres, jovens, pretos, amarelos ou ciganos, e empregar os competentes e com vontade de trabalhar, sejam eles ............
  • Comentar:

    Notificações de respostas serão enviadas por e-mail.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

    Arquivo

    Isabel Moreira

    Ana Vidigal
    Irene Pimentel
    Miguel Vale de Almeida

    Rogério da Costa Pereira

    Rui Herbon


    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Comentários recentes

    • Anónimo

      Pode dar mais detalhes?

    • Paulo Pinto

      por acaso, a expressão do "saber só de experiência...

    • Luís Lavoura

      o melhor método que temos à nossa disposição para ...

    • Luís Lavoura

      É preciso um certo cuidado, pois o facto de algo n...

    • Filipe Gomes

      O problema das medicinas alternativas é o facto de...

    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2012
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2011
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2010
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2009
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2008
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2007
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D

    Links

    blogs

    media