Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

jugular

aviso à navegação

Uma bela efígie e um "Bolivar, Libertador"; um brasão de armas, oito estrelas, dizeres habituais e data. Duas cores, dois metais, uma fisionomia, um toque e um peso muito familiares. "Um bolívar", moeda venezuelana. Descobri que uma moeda destas tem um valor incrível: 0,0001654 €, ou seja, são precisos praticamente 6045 bolívares para obter o valor de um euro. Uma única moedinha de cêntimo, das nossas, daquelas minúsculas, pequenas, inúteis, que só fazem peso no bolso, vale bem 60 exemplares deste belo espécimen numismático. Imagino o que será trocar um euro por 6045 moedas destas. Já me custa imaginar que 10 € podem ser trocados por mais de 60 mil exemplares. Dá para fundir o metal e enriquecer com a sua venda a peso, talvez para a nossa Casa da Moeda, quem sabe. Um excelente negócio de importacão. Se calhar estou a dar ideias a alguém. Espero que não. Porque a moeda é uma beleza e não o merece. E o trabalho investido na sua concepção, desenho e produção vale certamente muito mais.

E - perguntará alguém - porque é que se me afloraram pensamentos poético-bulionistas tão profundos? um síndrome de "mix crise primaveril"? um esquema de desenrascanço à portuguesa? Rui Tadeu, import-export? Não. Apenas isto: a moeda de 1 bolívar é igualzinha à nossa moeda de 1 euro. No peso, na cor, no tamanho (ligeiramente mais grossa), na textura, na imagem. Hoje, ao deitar a mão ao bolso, fiquei intrigado com a estranha efígie. Não é a primeira vez que dou por mim a tentar adivinhar "de que país será isto". Da Venezuela, desta vez. Pensei que não valesse muito, nunca imaginei que valesse tão pouco. Cuidado, portanto, porque se a moda pega, teremos mais uma salada para nos entretermos a desconfiar do vizinho e de quem nos passa pela frente. Já estou a ver o Cavácuo a ir buscar o discurso da "má-moeda", já estou a imaginar as teorias da conspiração: foi o consórcio Chávez-Ahmadinejad, para minar de vez os imperialistas, começando por um elo vulneravel e fragilizado; foi a CIA, para obter a submissão total mediante um golpe de teatro para incriminar os combatentes pela libertação mundial; foram os ciganos (não importa porquê, como e porque raio, porque são sempre culpados); foi o Teixeira dos Santos, porque assim rouba mais uns milhões para tapar o buraco; foram os judeus, os Illuminati, o ateísmo blasfemo; tudo culpa do aquecimento global ou do Sócrates; "só neste país", em suma, enfim, não é?

Adenda: post escrito num fim-de-tarde primaveril... fui enganado pelo conversor on-line que me deu a cotação do antigo bolívar e não do "bolivar fuerte" que é o que está em vigor e cuja moedinha me inspirou; e que vale, afinal, um pouco mais de 0,10 €. Pronto, fica o texto como um supônhamos. E faço minhas as palavras de D. João I, embora esteja fora do meu alcance mandar pintar pegas no tecto do blog...

8 comentários

Comentar post

Arquivo

Isabel Moreira

Ana Vidigal
Irene Pimentel
Miguel Vale de Almeida

Rogério da Costa Pereira

Rui Herbon


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Pode dar mais detalhes?

  • Paulo Pinto

    por acaso, a expressão do "saber só de experiência...

  • Luís Lavoura

    o melhor método que temos à nossa disposição para ...

  • Luís Lavoura

    É preciso um certo cuidado, pois o facto de algo n...

  • Filipe Gomes

    O problema das medicinas alternativas é o facto de...

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Links

blogs

media