Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

jugular

Porque não banimos de vez as bombas de fósforo branco?

A Human Rights Watch alertou recentemente para o uso de fósforo branco por Israel na ofensiva contra Gaza. De acordo com a HRW, «Israel appeared to be using white phosphorus to hide military operations -- 'a permissible use in principle under international humanitarian law'».

 

Nunca percebi porque razão se permite o fabrico de projécteis assentes no elemento cuja descoberta marcou o «fim» da alquimia e o estabelecimento da química.  O fósforo branco, WP (white phosphorus) ou Willie Pete - como ficou conhecido na guerra do Vietname - é tão tóxico e perigoso que é classificado como arma química.  No entanto, embora banido contra populações civis pela convenção de Haia,  o seu uso em bombas incendiárias contra alvos militares e em bombas de fumo ou sinalização é permitido pelo protocolo III da Convenção sobre a Proibição ou a Limitação do Emprego de Certas Armas Clássicas (CCWC), em vigor desde 1983.
 

O Phosphorus mirabilis ou igneus como foi baptizado no século XVII, apresenta várias formas alotrópicas — estruturas diferentes para a mesma substância — das quais as três mais importantes são o fósforo branco, vermelho e negro. O fósforo branco, para além de muito inflamável - é pirofórico, isto é, arde espontaneamente ao ar, a temperaturas pouco acima da ambiente -, é extremamente venenoso. A ingestão de uma dose de 50 mg pode ser fatal - causando danos graves ao fígado, coração e rins. Para além disso, dá origem a queimaduras severas, especialmente porque o WP é solúvel em lípidos. Assim,  penetra rapidamente nos tecidos humanos e qualquer pequena lasca em contacto com a pele pode queimar até ao osso.

Ao ar, o WP arde com formação de anidrido fosfórico, P4O10, que é igualmente muito tóxico. A ingestão deste composto causa danos graves ao tracto gastrointestinal, sendo irritante para os olhos e para o tracto respiratório. Como o anidrido fosfórico reage violentamente com água, formando ácido fosfórico, o contacto deste óxido de fósforo com os olhos, membranas mucosas ou mesmo com a pele, causa queimaduras graves. Em água com pequenas quantidades de oxigénio, o fósforo branco arde mais lentamente formando fosfina, PH3, um bloqueador respiratório que é igualmente pirofórico. Por isso,  fogos causados por WP são muito difíceis de combater uma vez que não pode ser utilizada água.

 

Assim, em vez de apenas se questionar o seu uso por Israel, que aparentemente o nega mas não há dúvidas que os Estados Unidos o utilizaram abertamente no Iraque, dever-se-iam questionar as convenções que permitem a  utilização de bombas de fósforo, qualquer que seja o fim a que supostamente se destinam.

7 comentários

Comentar post

Arquivo

Isabel Moreira

Ana Vidigal
Irene Pimentel
Miguel Vale de Almeida

Rogério da Costa Pereira

Rui Herbon


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Pode dar mais detalhes?

  • Paulo Pinto

    por acaso, a expressão do "saber só de experiência...

  • Luís Lavoura

    o melhor método que temos à nossa disposição para ...

  • Luís Lavoura

    É preciso um certo cuidado, pois o facto de algo n...

  • Filipe Gomes

    O problema das medicinas alternativas é o facto de...

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Links

blogs

media