Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

jugular

Outros moralismos e a defesa da pornografia

Há cerca de dois anos a Biblioteca Nacional Francesa organizou uma exposição sobre "L'enfer de la Bibliotéque", sendo que este "Inferno" é um mítico acervo de obras pouco, hum, decentes, chamemos-lhe assim (" l'Enfer de la Bibliothèque s'entend comme une légende, un fantasme, le territoire majeur de l'interdit qui alimente en retour toutes les curiosités. Mais l'écart est grand entre ce mythe et la réalité. Aussi l'ambition de l'exposition que la BnF consacre à cette part obscure de ses collections consiste-t-elle à lever le voile sur la vérité de l'Enfer. Il convient d'abord de retracer l'histoire, pleine de surprises, de la constitution de ce lieu abstrait, mental – une « cote », un numéro de classement qui le désigne à la consultation « réservée » – où sont rassemblés textes et images réputés contraires aux bonnes mœurs."). A censura pelos correios japoneses do catálogo dessa exposição suscitou, naturalmente, surpresa e fez com que o Rue89 contasse, não só essa história como uma outra, ainda mais delirante, acontecida com a polícia aduaneira inglesa no Eurostar, que confiscou os manga eróticos (que, julgo, serem de venda livre em tudo o que é país ocidental) que um viajante levava na bagagem.

 

Mas voltemos ao que me trouxe aqui, o fim do post da Fernanda, em que escreveu «sobretudo, não se esqueçam de sonhar com a tal da distinção certinha entre 'erotismo', a coisa boa e nobre, e 'pornografia', a coisa má e nojenta.». É o mote perfeito para voltar a trazer para aqui uma "desdiabolização" da pornografia, usando para esse efeito um manifesto anarquista sobre o tema. Normalmente cito-o quando há conversas de sexismo e se tenta passar a mensagem de que pornografia é sempre sinónimo de exploração da mulher logo deve ser proibida/censurada, mas também se adequa noutros contextos.

 

"Pornography, like any other form of entertainment can be good or  bad, based on the individual merits of any particular work. However, as a genre of literature or film, it is no better or worse or good or evil than any other. If porn is bad or sexist, the best strategy is to criticize it and discuss it with others, and/or make good, non-sexist porn, not suppress it. Sex and its depiction are a source of pleasure for many and our freedom to indulge in both should be defended, or at least tolerated, by anarchists. Censors, including those who claim to be anarchists, are the enemies of freedom, and anarchists who support them call into question their commitment to a free society."


7 comentários

Comentar post

Arquivo

Isabel Moreira

Ana Vidigal
Irene Pimentel
Miguel Vale de Almeida

Rogério da Costa Pereira

Rui Herbon


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Pode dar mais detalhes?

  • Paulo Pinto

    por acaso, a expressão do "saber só de experiência...

  • Luís Lavoura

    o melhor método que temos à nossa disposição para ...

  • Luís Lavoura

    É preciso um certo cuidado, pois o facto de algo n...

  • Filipe Gomes

    O problema das medicinas alternativas é o facto de...

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Links

blogs

media