Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

jugular

brevíssima arenga ao compatriota utente de seguros

Sabei, pois, ó gentes, que em boa verdade vos digo: se tiverdes contrato com uma seguradora, lede bem os seus termos e confirmai, exigindo clareza cartesiana, o que está coberto e o que não está coberto. Por exemplo, no seguro de uma habitação, e antes que venha aí o inverno, exigi informações sobre se o murinho, o jardim, o portão ou outros elementos que considerais como "fazendo parte da casa" estão seguros. Se não, não vos admireis se, depois do vendaval, o agente vier dizer que "não contempla espaços exteriores". E se tiverdes contas a pedir por acidente de trabalho ou outro, daqueles que obrigam a tratamento hospitalar, fisioterapias, apoio domiciliário, transporte, vigiai de perto tudo, mas mesmo tudo, confirmai duas vezes os valores, observai tudo com canina devoção e ateia descrença. Sabei que tentarão enganar-vos por todos os meios, esquecer-se-ão de prescrições e de tratamentos, cometerão erros elementares que não se admitem a uma criança de 8 anos - e curiosamente sempre "para baixo" e nunca "para cima", desculpar-se-ão com atrasos, esperas, confirmações e desconhecimentos e sacudirão sempre a água para cima de terceiros, os atrasos do hospital, o hospital que não mandou, não comunicou, não informou. Sabede que tudo é feito para vos cansar, para vos exasperar, para vos fazer perder a concentração e, em última análise, para vos roubar. E preparai-vos para ligar para o número da companhia as vezes que forem necessárias, em caso da mínima dúvida, e pedir e informar, e lembrar, e relembrar, e saber porque é que a fisioterapia foi prescrita há uma semana e ainda não há sessões marcadas, e porque é que o valor não corresponde, e porque é que aquilo e aqueloutro foi anulado sem explicação, e porque é que, e porque é que, e porque é que. E não vos fieis nas desculpas sobre o sistema informático, o técnico que ainda não averiguou e o colega que ainda não confirmou, pois tudo isso são igualmente formas para vos cansar e fazer desistir.

E, por fim, se receberdes em casa um perito, sede corteses mas sucintos e firmes e recusai-vos a emitir opiniões sugeridas e dirigidas e a dizer "o que achais" sobre assuntos que não são de vossa responsabilidade, resisti a criar empatia excessiva com o agente, pois é certo e seguro que tentará lançar-vos contra outros cidadãos, promovendo a dúvida, a incerteza e a discórdia: certamente que um colega estará a essa hora, em casa deles, a tentar convencê-los a fazer o mesmo. E se for preciso, reclamai, protestai, denunciai, porque o silêncio faz ganhar milhões. Tudo isto que acabo de escrever aplica-se, por experiência própria, à Bonança, depois Império Bonança, agora, em plena merging apoteótica, à Fidelidade. Há quem grite com os funcionários e quem chame "filhos da puta" e beba mais um copo. Eu, depois de ver o Chatoné a descer a montanha de cajado na mão, ensaio um sermão, prontos.

3 comentários

Comentar post

Arquivo

Isabel Moreira

Ana Vidigal
Irene Pimentel
Miguel Vale de Almeida

Rogério da Costa Pereira

Rui Herbon


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Pode dar mais detalhes?

  • Paulo Pinto

    por acaso, a expressão do "saber só de experiência...

  • Luís Lavoura

    o melhor método que temos à nossa disposição para ...

  • Luís Lavoura

    É preciso um certo cuidado, pois o facto de algo n...

  • Filipe Gomes

    O problema das medicinas alternativas é o facto de...

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Links

blogs

media