Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

jugular

Disse-o ontem à tarde e repito-o aqui, num sítio que também é meu.

Neste momento particular da vida da Europa e de Portugal considero indispensável uma convergência das Esquerdas, é uma urgência. Nesse sentido, agradaram-me o apelo ao compromisso e a essa convergência feitos pelo LIVRE.

 

Nunca me senti suficientemente identificada para escolher a militância partidária, isso apesar de nunca me ter coibido de, publicamente, manifestar as minhas opções políticas e de, por exemplo, ter participado no apoio à candidatura de António Costa à Câmara Municipal de Lisboa.

 

Politicamente sou próxima da social democracia como é entendida na política europeia. Confesso que nunca tinha pensado numa candidatura a qualquer cargo electivo, mas porque o projecto LIVRE me mereceu uma atenção particular e não me exigiu aquilo que neste momento ainda não estou em condições de dar - uma militância partidária -, resolvi aceitar o desafio feito pelo LIVRE a todos os portugueses que se identificam com os seus princípios e participei nas eleições primárias. Aqui estou, em resultado da escolha livre, independente mas de camisola vestida.

 

Desde que me meti nesta aventura nunca me senti de modo nenhum pressionada. A prova disso, se necessária fosse, é o facto de ter sido a única de entre os primeiros seis candidatos da lista do LIVRE a assumir publicamente, ainda antes de serem conhecidos os resultados das primárias, que, caso fosse eleita para o Parlamento Europeu, integraria o grupo dos Socialistas Europeus.

 

Cada um de nós, candidatos do LIVRE, tem valências e interesses específicos, reforço que os meus são os temas relativos à igualdade de género, à violência doméstica, ao fim de todas as discriminações, às emigrações e às políticas de saúde. São estas as minhas áreas e às quais me dedicarei.

 

Gosto de desafios arriscados, gosto de estar junto de pessoas que acreditam que os impossíveis acontecem.

21 comentários

Comentar post

Arquivo

Isabel Moreira

Ana Vidigal
Irene Pimentel
Miguel Vale de Almeida

Rogério da Costa Pereira

Rui Herbon


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Pode dar mais detalhes?

  • Paulo Pinto

    por acaso, a expressão do "saber só de experiência...

  • Luís Lavoura

    o melhor método que temos à nossa disposição para ...

  • Luís Lavoura

    É preciso um certo cuidado, pois o facto de algo n...

  • Filipe Gomes

    O problema das medicinas alternativas é o facto de...

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Links

blogs

media