Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

jugular

A/C da Freguesia de Santa Maria Maior | (vasos cimentados ao chão no lugar destinado a cargas e descargas e emergências com uma bela chapinha dourada... da freguesia de Santa Maria Maior!)

 

 

 

 

 

 

E "prontos" aconteceu.

Hoje domingo, por volta das 13.30h o INEM interrompeu o trânsito na rua dos Remédios em Alfama, porque uns logistas previligiados (e com a cumplicidade da Junta de Freguesia de Santa Maria Maior - ver foto das chapas douradas....) cimentaram vasos nas zonas de cargas e descargas e estacionamento de emergência. Alguém se lembra do incêndio do Chiado? Alguém se lembra que foram umas floreiras fixas que impediram a entrada dos bombeiros? Vejam lá se não comem tanto queijo para não terem tanta falta de memória. Não vá eu também esquecer-me de votar ...

 

Nota Positiva: Entretanto, depois disto, a Junta de Freguesia de Santa Maria Maior tem disponibilizado carrinhas de caixa aberta, com funcionários da Junta (identificados com t-shirts e logotipos nas carrinhas) que recolhem o lixo dos restaurantes e comercio que é colocado na rua depois da passagem da equipe de recolha diária da CML.

 

 

Parece mentira, mas não é (infelizmente)

A EMEL tem dias... Ou não entra ninguém em Alfama ou é " tudo ao molho e fé em deus". "Fé" bem precisa...pois este "parque de estacionamento" estava "completo" hoje, dia 1 de Abril de 2010 cerca das 15 horas. Fica mesmo em frente ao Palácio D.Rosa que no passado dia 22 de Março, ao final da tarde ardeu. (já agora se tivesse sido hoje teriam deixado entrar o vizinho?) Qualquer dia é "dia de santa maria" e isto arde que "nem um fósforo" (como se diz por aqui).

Moro num “condomínio fechado”… pela EMEL

Quando a EMEL fechou Alfama a residentes, ingenuamente pensei que se iriam resolver alguns problemas que colocam o bairro em perigo. Nunca pensei que se resolveria o problema do estacionamento “para todos”, pois existem de facto mais moradores com carro do que lugares para estacionar, mas pelo menos não haveria carros estacionados dentro do bairro sem ser nos lugares assinalados, permitindo assim a passagem rápida de bombeiros e ambulâncias.

Um incêndio em Alfama seria uma catástrofe de dimensões idênticas ao incêndio do Chiado.
Ingenuidade a minha! Dependendo do humor do “controleiro” (ou seja da “entidade” que de dentro de um cilindro de metal “fala” connosco) entram  carros no bairro que não possuem autorização, vulgo "identificador" ( os  carros sem "identificador" só o podem fazer no período de cargas e descargas, ou para ir buscar ou levar moradores por um período de meia hora e dando a identificação da matrícula – estou absolutamente de acordo)
Os moradores tem uma Via Verde especial (identificador) que faz descer o pilarete.
Faria,se não estivesse a camara de filmar sempre com problemas de leitura, fazendo assim  sair do carro para “pedir” autorização faça chuva ou faça sol o desgraçado do morador/a.
Até aí vá que não vá, sempre dá para ginasticar as pernas.
O problema é que o pilarete , que deveria ser “isento” e só deixar entrar moradores, deixa, dependendo como já disse do humor do “cilindro” entrar quem lhe apetece.
Há noites em que o bairro rebenta pelas costuras com carros mal estacionados pondo em perigo toda a população num caso de incêndio.
Por outro lado, a “entidade” do cilindro peca muitas vezes por excesso de zelo. Hoje, um vizinho (com quem nunca falei), tinha o carro na revisão. Estava com um carro de substituição.
Vejam o que ele conta.
Apesar de pensar que a EMEL deveria ter pensado nestas situações, até entenderia que não lhe fosse facilitada a entrada.
Não fosse ter olhado agora pela janela e ver um “parque de estacionamento” repleto,no largo onde é absolutamente proibido estacionar.
Ah tinha-me esquecido que eles trabalham por turnos, e este (do turno da noite) é mais “bonzinho” e mais bem humorado!
Esperemos que todos por aqui apaguem bem os cigarros e não haja faíscas
 

Arquivo

Isabel Moreira

Ana Vidigal
Irene Pimentel
Miguel Vale de Almeida

Rogério da Costa Pereira

Rui Herbon


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Pode dar mais detalhes?

  • Paulo Pinto

    por acaso, a expressão do "saber só de experiência...

  • Luís Lavoura

    o melhor método que temos à nossa disposição para ...

  • Luís Lavoura

    É preciso um certo cuidado, pois o facto de algo n...

  • Filipe Gomes

    O problema das medicinas alternativas é o facto de...

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Links

blogs

media