Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

jugular

Sei o que fizeste no governo passado(TM*): negócio Citigroup

Ferreira Leite diz que não podemos onerar as gerações futuras...agora. Recordemos o belíssimo legado resultante do negócio da então ministra das finanças com o Citigroup. Para reduzir o défice, MFL limitou-se essencialmente a pedir um empréstimo ao banco, usando dívidas ao Estado como garantia do dinheiro recebido. Atenção: não vendeu, não alienou, não trocou cobranças futuras com risco por dinheiro certo — limitou-se a diferir despesas e a pagar por isso; e o Citigroup fez uma excelente operação sem risco. Extraordinário negócio...para o Citigroup. A coisa foi mais ou menos assim: como o Estado precisava desesperadamente de dinheiro, MFL —sempre astuta — dá 11 mil milhões de dívidas em troco de uns dinheirinhos que lhe permitiram mascarar a défice a curto prazo.  Mas como não vendeu, a responsabilidade pelas cobranças não ficou do lado do citigroup. Não. Quem cobra é o Estado, que tem de compensar as perdas eventuais do Citigroup. E como é que financia esta responsabilidade sem aumentar o endividamento? Aumentando a eficiência fiscal (coisa que os apoiantes de Ferreira Leite tendem a classificar como políticas predatórias e que atentam contra a liberdade do contribuinte), aumentando impostos (coisa que os apoiantes de Ferreira Leite não aceitam), vendendo património (coisa que eu desconheço se os apoiantes de Ferreira Leite apoiam) ou, finalmente, defendendo políticas de crescimento económico (coisa que os apoiantes de Ferreira Leite ainda esperam que esta lhes apresente). Independentemente da solução, uma coisa é certa: Ferreira Leite diferiu responsabilidades financeiras e onerou brutalmente o futuro de todos os portugueses. Dir-me-ão: todos os políticos têm feito este tipo de truques. É verdade. Mas este truque saiu caro, muito caro.

 

 

(nota: post editado)

 

*tm: Carlos Santos

5 comentários

  • Sem imagem de perfil

    Morgadinho 01.07.2009

    Pos, a minha dúvida é se precisamente se sabe verdadeiramente qual o negócio realizado ou leu apenas uma enfabulações sobre o mesmo feitas para puro consumo e ataque político... veja-se que o link que disponibiliza se refere e baseia num post da Câmara Corporativa, um blog que certamente não prima pela isenção ou independência!
  • Imagem de perfil

    Paulo Ribeiro 01.07.2009

    Pois cá temos um morgadinho dos canaviais de Santana à Lapa que não só prima pela isenção ou independência como tem o brilhantismo de análise equivalente a uma fatia de pão bem barrada com manteiga. Trata-se de um verdadeiro avesso do reviralho socratista , condenado ao jogo de espelhos da sua malta. Se os argumentos desta espécie não fossem tão inocentes, diria que se trata de pura demência de rasgar dinheiro, aliás, e pelos vistos, programa político.
  • Sem imagem de perfil

    Morgadinho 01.07.2009

    Paulo Ribeiro: confesso que perdi-me no arrazoado de invectivas, adjectivações e metáforas que fez à minha pessoa e argumentação. Qual é que era, assumindo que quer discutir alguma coisa e não se limitar a "bocas", mesmo o seu argumento?
  • Imagem de perfil

    Paulo Ribeiro 01.07.2009

    Meu caro, o meu argumento é simples em grau e dimensão: o amigo Morgadinho vem apenas fazer a apologia da sua líder. Não lhe reconhece falhas. Vai mesmo ao ponto de deixar nas entrelinhas que deveríamos nós, os portugueses, estar agradecidos à Morgada do Restelo por nos ter defendido sempre e sobretudo neste negócio. O meu argumento, em suma, reside no facto de nem o morgadinho acreditar no que escreve. Objectivamente: a Manuela Ferreira Leite, enganou-se por precipitação neste negócio, e não reconhece; mentiu descaradamente no caso da PT/TVI; mente no caso da auto-estrada "rosa"; mente descaradamente, engana descaradamente, e fere a mais elementar intelegência das pessoas com aquela pose de impoluta. O meu argumento é que Vexa não tem argumentos. Mas tem pose. Tem manha. Tem soundbytes.
  • Comentar:

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

    Arquivo

    Isabel Moreira

    Ana Vidigal
    Irene Pimentel
    Miguel Vale de Almeida

    Rogério da Costa Pereira

    Rui Herbon


    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Comentários recentes

    • Fazem me rir

      So em Portugal para condenarem um artista por uma ...

    • Anónimo

      Gostava que parasses de ter opinião pública porque...

    • Anónimo

      Inadmissível a mensagem do vídeo. Retrocedeu na hi...

    • Anónimo

      "adolescentes e pré-adolescentes pouco dados à int...

    • Anónimo

      apos moderaçao do meu comentario reitero

    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2008
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2007
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D

    Links

    blogs

    media