Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

jugular

O artigo definitivo sobre o casamento homossexual?

Não gosto da ideia de que existam opiniões definitivas sobre o que quer que seja, mas este artigo de Martha Nussbaum parece-me ser absolutamente definitivo no que diz respeito ao debate sobre o casamento entre pessoas do mesmo sexo. Nussbaum vai a todas, sempre com enorme rigor argumentativo e evidente conhecimento da matéria; é equilibrada nas suas posições, sem nunca entrar em histeria; e desmonta, com mestria, os argumentos dos críticos, reduzindo-os a uma contradição ou então expondo aquilo que é afinal a sua verdadeira motivação, por vezes inconsciente: a intolerância (a palavra inglesa bigotry é mais adequada do que "intolerância", mas é o que temos). O artigo é longo, mas leiam-no até ao fim. Gostava mesmo de ler um comentário sobre este artigo de alguém como o Pedro Picoito.

 

Para aguçar o apetite, deixo-vos com o último parágrafo de Nussbaum:

 

The future of marriage looks, in one way, a lot like its past. People will continue to unite, form families, have children, and, sometimes, split up. What the Constitution dictates, however, is that whatever the state decides to do in this area will be done on a basis of equality. Government cannot exclude any group of citizens from the civil benefits or the expressive dignities of marriage without a compelling public interest. The full inclusion of same-sex couples is in one sense a large change, just as official recognition of interracial marriage was a large change, and just as the full inclusion of women and African Americans as voters and citizens was a large change. On the other hand, those changes are best seen as a true realization of the promise contained in our constitutional guarantees. We should view this change in the same way. The politics of humanity asks us to stop viewing same-sex marriage as a source of taint or defilement to traditional marriage but, instead, to understand the human purposes of those who seek marriage and the similarity of what they seek to that which straight people seek. When we think this way, the issue ought to look like the miscegenation issue: as an exclusion we can no longer tolerate in a society pursuing equal respect and justice for all.

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Arquivo

Isabel Moreira

Ana Vidigal
Irene Pimentel
Miguel Vale de Almeida

Rogério da Costa Pereira

Rui Herbon


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Fazem me rir

    So em Portugal para condenarem um artista por uma ...

  • Anónimo

    Gostava que parasses de ter opinião pública porque...

  • Anónimo

    Inadmissível a mensagem do vídeo. Retrocedeu na hi...

  • Anónimo

    "adolescentes e pré-adolescentes pouco dados à int...

  • Anónimo

    apos moderaçao do meu comentario reitero

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D

Links

blogs

media