Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

jugular

a propósito de estupefacções

a propósito da alegada estupefação de cavaco silva com a nova composição do cnecv para o seu quarto mandato e com facto de o governo, de entre os cinco membros que indica, não ter indicado o seu conselheiro de estado joão lobo antunes, cheguei, por via deste post da shyz, a uma notícia do público com o título 'novo elenco do conselho nacional de bioética pode favorecer governo'.

 

ficamos a saber que o novo cnecv tem menos dois elementos que o anterior, que tinha 21, que passa a reportar à assembleia da república em vez de ao conselho de ministros e que o seu presidente passa a ser eleito pelos elementos do cnecv em vez de, como sucedia, pelo primeiro-ministro.

 

ou seja, quando o anterior tinha seis membros nomeados pelo governo, contando com o presidente, o actual tem cinco -- o que deixa o título da notícia assim a modos que sem sustento. mas calma, que a ana machado faz contas bem mais sofisticadas: o cnecv 'tem 11 personalidades designadas pelo Governo, pelo PS ou por institutos públicos'. 

 

vamos lá a ver, então, como compara o actual cnecv -- cuja composição, já agora, dava jeito saber -- com o anterior quanto a 'institutos públicos'. o actual tem dois nomeados por aquilo a que a ana machado chama 'organismos tutelados pelo governo', a  fundação para a ciência e tecnologia e o instituto de medicina legal. o anterior tinha três: os anteriores mais o elemento nomeado pela comissão para a igualdade, que deixou de ter essa possibilidade.

 

vamos portanto em menos dois elementos nomeados 'pelo governo e por institutos públicos'. mas calma: faltam as nomeações do parlamento. o parlamento nomeia os mesmos 6 elementos que no anterior elenco do cnecv. mas, e aqui é que está o busílis, é em função da representatividade, ou seja, do resultado das eleições. e aí é que a porca torce o rabo: o ps elege 4 elementos. e a ana machado, que se esqueceu de nos informar sobre se houve nesta matéria alguma alteração em relação ao anteriormente estatuído -- ou seja, alguma alteração que não resulte simplesmente do resultado das eleições --  soma 4+5+2 e conclui, triunfante: 'são 11 as personalidades designadas pelo PS ou pelo Governo, número maioritário entre os 19 conselheiros'.

 

ora se eu fosse de ficar estupefacta, imaginem como não estaria.

8 comentários

Comentar post

Arquivo

Isabel Moreira

Ana Vidigal
Irene Pimentel
Miguel Vale de Almeida

Rogério da Costa Pereira

Rui Herbon


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

Links

blogs

media