Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

jugular

E os “gatos”, senhor, os “gatos”?

Soube da história aqui e voltei a lê-la hoje de manhã no DN Online. A crença da sodomização do tareco e o acting out comportamental que essa convicção determinou não é, naturalmente, defensável. Em todo o caso, por provável deformação profissional, posso sempre colocar a hipótese diagnóstica que tal alteração do pensamento – ideia delirante – está na base das alterações comportamentais referidas – heteroagressividade e bizarrias comportamentais durante o julgamento – e integrar esta sintomatologia numa provável perturbação psicótica. Estupefacta fiquei, contudo, com as declarações que os orgãos de informação atribuem ao juiz – não me refiro à setença propriamente dita, entenda-se. Os sublinhados são meus. Sobre o arguido diz o senhor doutor ter sido a sua «postura durante o julgamento “profundamente desconcertante” e com um “comportamento homofóbico”». «Dar um tiro em alguém por ser homossexual e por supostamente ter tido relações sexuais com um gato que ajudou a resgatar, e por isso o animal ter ficado paneleiro, é talvez o motivo mais torpe que eu já vi na minha vida”, frisou o magistrado». «Esse motivo é revelador “de uma insensibilidade atroz pela pessoa humana”, referiu João Amaral lembrando o caso do transexual Gisberta que morreu às mãos de jovens menores e comparando o comportamento destas com o do arguido». Isto, sim, é para mim verdadeiramente incompreensível e desconcertante. Ps1: Só uma picuinhice, ou talvez não, senhores jornalistas: “da” Gisberta. Ps2: Já agora uma outra (verdadeira) picuinhice: “destes” (jovens) e não destas. Adenda: Sobre o mesmo assunto, aqui fica o link enviado pelo Jaime Roriz.

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Arquivo

Isabel Moreira

Ana Vidigal
Irene Pimentel
Miguel Vale de Almeida

Rogério da Costa Pereira

Rui Herbon


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

Links

blogs

media