Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

jugular

e o tiago moreira ramalho, já agora, quem é?

numa volta pelos blogues, deparo com a nova-velha discussão dos anónimos. leio gente que diz que não há mal nenhum em ser anónimo mas que. mas que, claro, concordo. como não?

 

sucede que o mas que não tem só a ver com a utilização do anonimato para o insulto e a calúnia renitentes, para o espalhar de boatos, para o vómito de ódio que qualquer pessoa que administre uma caixa de comentários de blogue ou esteja no twitter conhece de ginjeira. não: o mas que dirige-se igualmente, sem distinção de plano nem de gravidade, a anónimos que 'se apresentam a defender partidos ou programas políticos'. i beg your pardon? 'algo está errado', postula tiago moreira ramalho, com a alta e simples indignação dos muito justos.

 

o tiago, que não tenho o prazer de alguma vez ter visto na vida, de quem nunca vi foto, impressão digital ou qualquer outra manifestação corpórea, e que portanto para mim é só um nome, um nome que tomo por uma pessoa e por uma voz, independentemente de ser tiago moreira ramalho o nome que ele usa por aí, que lhe está no bi, etc, esqueceu-se de explicar por que raio lançar calúnias e acusações 'que uma assinatura não permitiria' (e quanto a isso muito há a dizer sobre a facilidade com que assinaturas das que correspondem a nomes de bi andam pela bloga e plo twitter a lançar acusações do mais rasca que se arranja, chamando toda a gente de fretista e vendido para baixo, como se fosse amendoins e tratando qualquer arremedo de reacção como atentado à sacrossanta liberdade de expressão) é igual a defender 'partidos e programas políticos'.

 

é que assim, não explicando, a gente ainda tem de concluir que para o tiago moreira ramalho 'defender partidos e programas políticos' é uma espécie de crime, talvez até uma difamação generalizada de todos os partidos e programas que se não defende. algum programa político ou partido em particular, ou todos em geral, tiago? e, já agora, que acharia o tiago moreira ramalho necessário para que se pudessem defender 'partidos e programas políticos'? que conjunto de elementos identitários lhe parecem obrigatórios? os mesmos que são necessários para equivaler difamadores a defensores de 'partidos e programas políticos', ou mais alguma coisa?

 

resposta com fotografia de corpo inteiro e dados pessoais completos, incluindo emprego actual e passados, militâncias políticas, profissão da mãe, pai, e restantes parentes em primeiro grau e, claro, na vigência do que parece ser o actual entendimento sobre a matéria, declaração de amizades e inimizades, assim como interesses amororos, presentes, passados e futuros (incluindo as tampas, tão ou mais relevantes que os sucessos), mais como passa os tempos livres. assim, tiago, talvez -- só talvez, claro -- lhe concedamos o direito de dizer o que pensa, em liberdade e responsabilidade.

 

o princípio da desconfiança e da suspeita (que é dizer da difamação automática), tiago, quando nasce é para todos. mas claro que o tiago, como a generalidade das pessoas que por aqui andam, não tinha pensado nisso. pense mais um bocadinho.

 

adenda: agradeço aos anónimos que aqui vêm bolçar insultos a presentes e ausentes com o pretexto do anonimato dos insultados a deliciosa ilustração do post, mas fica só entre nós. não sou cúmplice de nojas e vermes, desculpem lá.

46 comentários

Comentar post

Pág. 1/2

Arquivo

Isabel Moreira

Ana Vidigal
Irene Pimentel
Miguel Vale de Almeida

Rogério da Costa Pereira

Rui Herbon


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

Links

blogs

media