Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

jugular

Prioridades cardinais

«Natal com os agnósticos e os ateus» foi o título da homilia natalícia do único príncipe da ICAR residente cá no burgo que este ano parece especialmente obcecado com o ateísmo, o maior drama da humanidade, Policarpo dixit. O tema parece preocupar nos últimos anos as cúpulas eclesiásticas portuguesas, tanto que o outro cardeal português, Saraiva Martins, criador de beatos e santos, em Maio de 2008, presidiu em Fátima à «peregrinação contra o ateísmo na Europa».

 

Esta recente prioridade cardeal no ateísmo, em particular neste Natal, considerando que somos uma minoria na população portuguesa, não deixa de me surpreender. Ou talvez não, se considerarmos o clima político que se configura para a visita papal.  Parece plausível assim o cenário que o JNR apresenta e do qual conclui que «A ICAR entrou, de rompante e em pleno, na arena política. Só os incautos ou os ingénuos não veêm esta agenda».

4 comentários

  • Imagem de perfil

    Palmira F. Silva 26.12.2009

    Uh? Não percebi nada do último parágrafo: essa dos outros critérios é uma versão rebuscada e desconexa da aposta de Pascal?

    É que não se percebe o que pretende com ele, assim de repente parece que o caro acha que os ateus não podem ser ateus, algo no mínimo um bocadinho para o anacrónico, assim um pouco medieval diria.
  • Sem imagem de perfil

    Jose-icthus 26.12.2009

    Lá vem a sugestão de atrasados, ou "medievais".


    Só quis dizer que o ateísmo é uma opção pessoal como o é a fé crente. E que ambas têm, depois, igual legitimidade para propor formas de organização social.


    A opção pessoal não determina a existência ou não de Deus... No respeito pela opção de cada um, fica depois o espaço para a possibilidade de Deus existir ou não. E se existir, a sociedade (cada um fará no seu íntimo como decidiu), deve permitir no seu seio (e não apenas dentro das igrejas) o espaço para Deus.


    Se o Estado é laico, a sociedade é multifacetada e inclusiva. Logo deve criar espaço para ateus, crentes, e todos os que tenham existência (no caso de existir, Deus é um deles)
  • Imagem de perfil

    Palmira F. Silva 26.12.2009

    Caro José:

    O seu discurso continua um bocadinho para o embrulhado. O que diz basicamente é, tudo bem que há ateus, mas devíamos todos comportarmo-nos com se fossemos crentes e dar espaço para um deus que não existe.

    Já agora, este seu parágrafo é surreal: Se o Estado é laico, a sociedade é multifacetada e inclusiva. Logo deve criar espaço para ateus, crentes, e todos os que tenham existência (no caso de existir, Deus é um deles)
  • Comentar:

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

    Arquivo

    Isabel Moreira

    Ana Vidigal
    Irene Pimentel
    Miguel Vale de Almeida

    Rogério da Costa Pereira

    Rui Herbon


    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Comentários recentes

    • Fazem me rir

      So em Portugal para condenarem um artista por uma ...

    • Anónimo

      Gostava que parasses de ter opinião pública porque...

    • Anónimo

      Inadmissível a mensagem do vídeo. Retrocedeu na hi...

    • Anónimo

      "adolescentes e pré-adolescentes pouco dados à int...

    • Anónimo

      apos moderaçao do meu comentario reitero

    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2008
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2007
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D

    Links

    blogs

    media