Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

jugular

Cronologia de uma triste história e mais uns pozinhos

Quando li a notícia avançada pelo Público fiquei, naturalmente, chocada. Foi no twitter e minutos depois alguém me garantia que a notícia era falsa. Tive dificuldade em acreditar em tal e escrevi, por volta das 15h30m/16h, o seguinte "presumo - mas como sabes sou muito desconfiada - que o público não mandasse uma notícia destas para o ar sem base (se o fez lá vai mais um prego para o caixão da credibilidade jornalística portuguesa).". Logo depois escrevi o post que está mais abaixo e comecei a tentar perceber o que era ou não verdade. Enquanto isso, acontecia o que já vem sendo tradicional na informação em Portugal, jornais e sites noticiosos copiam-se uns aos outros de forma acrítica e se a origem fez asneira, esta é propagada exponencialmente.

Ao início da noite começam a surgir os desmentidos. Comecei por vê-lo no DN. Não sei se foi o primeiro a fazê-lo ou não, sei, sim, que à hora em que adendei o post o site do Público ainda mantinha a notícia original, enquanto no twitter se assistia a um lastimável espectáculo,  ver Luciano Alvarez a descartar responsabilidades dos jornais (mais especificamente do jornal em que escreve), imputando-as ao Benfica TV. Deixo de lado - por agora, por agora - o Benfica TV e atiro-me aos jornais ditos de referência. Como é possível propagarem uma notícia destas, potencialmente incendiária, sem cuidados mínimos? Confirmaram-na junto dos hospitais? Junto da PSP? É assim que se fazem notícias em Portugal?*
Mais incrédula fiquei quando, ainda no twitter, li a descrição do que tinha acontecido no Benfica TV. Junto uma série de tweets do Alexandre Calado para se perceber a história toda "Aquilo foi no programa Jornal do Benfica. O pres. da casa telefonou para contar o que se passou em Braga. Fez um discurso excelente,pacificador, atribuindo a responsabilidade do vandalismo e das agressões a uma minoria de fanáticos, sublinhando que a gente de braga é pacífica, que têm festejado os êxitos do benfica e que era um caso pontual. a meio disto o pedro guerra interrompe falando da morte de um adepto. sem quaisquer informações, nem nome, nem idade, nem circunstâncias. o pres. da casa só disse que tinha informaçõesnesse sentido. não havia ali qualquer facto confirmado. o pres. da casa voltou a repetir discurso pacificador. o guerra prometeu homenagens na benfica tv ao adepto e merdas do estilo. não sei no noticiário das 14 isso foi pegado.". Este senhor Pedro Guerra, que parece ter estreitas ligações ao Benfica, espero que tenha o tratamento adequado por parte do clube. Mas nada disto desculpa a irresponsabilidade do Público. Um palhaço qualquer diz uma merda numa TV e toma-se de imediato por verdadeira? O que é isto? Há um contrato de confiança implícito entre um jornal e os seus leitores... ou não?

 

* A Isabel, desenrascada, conseguiu fazê-lo.

 

Adenda de dia seguinte: sobre o mesmo tema leiam-se "Uma derrota para todos" e "O papel do Público na falsa morte em Braga" do Marco Santos e "Caso da notícia falsa de adepto «morto», ou o problema da cadeia cega" do Paulo Querido

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Shyznogud 14.05.2010

    No dia em q eu atribuir a mm credibilidade a dirigentes desportivos q aos jornalistas das duas uma: o o jornalismo desceu muito, muito baixo ou - cenário maravilhoso - houve uma alteralção completa nos dirigentes do desportivos. E, como te disse no twitter, não há nenhum contrato de confiança implícito q me ligue a dirigentes desportivos, a jornais há.
  • Comentar:

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

    Arquivo

    Isabel Moreira

    Ana Vidigal
    Irene Pimentel
    Miguel Vale de Almeida

    Rogério da Costa Pereira

    Rui Herbon


    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Comentários recentes

    • Fazem me rir

      So em Portugal para condenarem um artista por uma ...

    • Anónimo

      Gostava que parasses de ter opinião pública porque...

    • Anónimo

      Inadmissível a mensagem do vídeo. Retrocedeu na hi...

    • Anónimo

      "adolescentes e pré-adolescentes pouco dados à int...

    • Anónimo

      apos moderaçao do meu comentario reitero

    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2008
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2007
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D

    Links

    blogs

    media