Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

jugular

Curto-circuito cerebral

Uma das condições necessárias para o bom entendimento de um fenómeno reside na capacidade de perceber relações internas entre determinados eventos. Se esta capacidade de síntetizar o (aparentemente) heterogéneo falha, é a própria unidade do pensamento que é posta em causa. E sem esta unidade (narrativa) não há racionalidade que resista. Quem alerta para a necessidade dos países europeus iniciarem, quanto antes, uma estratégia colectiva de consolidação orçamental e depois vem dizer que a descida da confiança dos consumidores da zona euro é inesperada, mostra que não percebe patavina do que está a falar. O problema é que esta compartimentalização da razão, tão do agrado das mentes analíticas, parece não ser um exclusivo de um certo tipo de jornalismo económico; ela está suficientemente disseminada para que se confunda com a própria realidade. Há uns tempos disse, e repito: urge voltar a pensar nisto tudo como uma totalidade - e não como uma série de problemas independentes que carecem de solução. Enquanto não formos capazes de fazer isto, viveremos de crise em crise. Não vai ser bom.

2 comentários

  • Sem imagem de perfil

    Zé do Telhado 01.06.2010 17:13

    "isto só vai lá quando forem as donas de casa a gerirem os países e os meninos ficarem com todo o tempo livre prá bola e outras brincadeiras substitutos da guerra  ( exceptuando a bolsa , of course , que esse jogo devia ser proibido  ) , que antigamente os mantinha lá nos campos de batalha  , sem chatearem demais".

    Porra, Maria, foi a ideia mais genial que eu até agora li. MULHERES A GERIREM OS PAÍSES, JÁ. PORRA, JÁ DISSE; JÁ!!!!
  • Comentar:

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

    Arquivo

    Isabel Moreira

    Ana Vidigal
    Irene Pimentel
    Miguel Vale de Almeida

    Rogério da Costa Pereira

    Rui Herbon


    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Comentários recentes

    • Fazem me rir

      So em Portugal para condenarem um artista por uma ...

    • Anónimo

      Gostava que parasses de ter opinião pública porque...

    • Anónimo

      Inadmissível a mensagem do vídeo. Retrocedeu na hi...

    • Anónimo

      "adolescentes e pré-adolescentes pouco dados à int...

    • Anónimo

      apos moderaçao do meu comentario reitero

    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2008
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2007
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D

    Links

    blogs

    media