Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

jugular

Mundial proibido na Somália

A Somália não tem um governo central efectivo desde 1991, quando o governo anterior foi derrubado por milícias de clãs que mais tarde se viraram uns contra os outros. Em 2004, as Nações Unidas ajudaram ao estabelecimento de um governo interino na Somália, mas esse governo situado em Baidoa, a 250 km de Mogadiscío, não conseguiu entrar na capital, devastada, como toda Somália, pelos senhores da guerra. Em princípios de Junho de 2006, a União dos Tribunais Islâmicos, UTI, assumiu o controle da capital, expulsando os ditos senhores da guerra que a tinham controlado durante cerca de 15 anos. Os habitantes da capital somali sentiram-se inicialmente aliviados pela vitória da UTI, que pôs termo a décadas de insegurança e violência, mas rapidamente se revoltaram contra os fundamentalistas islâmicos por causa do futebol.

 

De facto, a milícia islâmica que controlava a cidade proibiu a transmissão do Mundial que teve início com o seu controle da cidade. Todas as (muitas) exibições públicas improvisadas dos jogos de futebol do Mundial foram interrompidas à força pelos fanáticos islâmicos, desencandeando uma onda de protestos dos milhares de somalis que pretendiam ver os jogos. «Não permitiremos a exibição do Campeonato do Mundo porque isso corrompe as nossas crianças a quem nos esforçamos por ensinar a via islâmica da vida», declarou na altura Abdul Kadir Ali Omar, vice-presidente da UTI, um grupo suspeito de ligações à Al-Qaeda.

.

Quatro anos depois a história repete-se com o Al Shabaab, um dos mais sanguinários grupos islâmicos, que há 3 anos aterroriza os cidadãos somalis, cortando mãos, apedrejando crianças e mulheres à morte, proibindo soutiens, televisão e música na sua procura de um estado islâmico perfeito, isto é,  de um retrocesso civilizacional ao século VII.  As milícias fundamentalistas, que controlam grande parte da Somália, incluindo quase toda a capital, Mogadíscio, têm-se devotado nos últimos dias a prender, torturar e matar os somalis «inimigos do Islão» que insistem em ver os sacrílegos jogos de futebol, uma imoralidade ocidental que os «distrai de prosseguir a sagrada jihad». No entanto, muitos somalis estão dispostos a arriscar a vida para se oporem aos ditames dos fanáticos do Al Shabaab. Ou seja, parece que a revolta contra as barbaridades dos fundamentalistas somalis passa não pela cabeça mas pelos pés. Nunca pensei que o futebol tivesse tantas virtudes :)

26 comentários

Comentar post

Arquivo

Isabel Moreira

Ana Vidigal
Irene Pimentel
Miguel Vale de Almeida

Rogério da Costa Pereira

Rui Herbon


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Fazem me rir

    So em Portugal para condenarem um artista por uma ...

  • Anónimo

    Gostava que parasses de ter opinião pública porque...

  • Anónimo

    Inadmissível a mensagem do vídeo. Retrocedeu na hi...

  • Anónimo

    "adolescentes e pré-adolescentes pouco dados à int...

  • Anónimo

    apos moderaçao do meu comentario reitero

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D

Links

blogs

media