Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

jugular

Filhos de um deus menor

 

Em Dezembro, falei da Liberty Gospel Church de Helen Ukpabio, uma igreja pentecostal que «baseia a sua fé na Bíblia, é inspirada pelo Espírito Santo e tem como missão expor falsas religiões e feitiçaria» e da sua acção contra o Movimento Humanista nigeriano e a ONG Stepping Stones Nigeria. De acordo com os alucinados cristãos, os humanistas interferiram na sua liberdade religiosa com campanhas que  tentam evitar que crianças por toda a Nigéria sejam abandonadas (as mais felizardas), espancadas, torturadas, queimadas ou mesmo assassinadas porque algum demente, com a autoridade do seu deus, as declarou «bruxas».

 

Estes e outros dementes enriquecem à conta de detectarem, por um preço, claro, os «bruxos» da comunidade.  Ou vendendo lixo como o DVD «End Of The Wicked» ou o livro Unveiling the Mysteries of Witchcraft, ambos de Helen Ukpabio. Neste último, Ukpabio afirma que «se uma criança com menos de 2 anos grita de noite, chora e está sempre febril e com deterioração da saúde, ele ou ela é um servo de Satã» (ou seja, que a malária de facto é uma possessão demoníaca).

 

Há cerca de um mês, Ukpabio foi a convidada especial de uma igreja pentecostal em Houston e foi entrevistada por Mark Oppenheimer para o NYTimes. O documentário «Saving Africa’s Witch Children» produzido pela Children’s Right and Rehabilitation Network, dirigido por Sam Itauma que estabeleceu um santuário para os «bruxos» que consegue salvar, faria a sua estreia nos Estados Unidos, na HBO2, na semana seguinte à visita e foi tema da entrevista.

Ukpabio, que se mostrou muito incomodada com a notícia, informou que já processou Gary Foxcroft, o fundador da ONG Stepping Stones Nigeria que produziu o documentário,  Sam Itauma, Leo Igwe, um activista nigeriano e Akawa Ibom, o Estado natal de Itauma. De facto, depois de o documentário ter passado pela primeira vez no Reino Unido, em 2008, este Estado legislou contra acusações de feitiçaria.

 

Na acção, Ukpabio alega que a lei do estado limita a sua liberdade de religião e pretende 13 milhões de dólares de indemnização pela afronta que impede a sua igreja de agredir crianças. Pretende igualmente uma «order of perpetual injunction restraining the respondents» de interferir ou denunciar «o direito de a sua igreja praticar a sua religião e a crença cristã na existência de deus, Jesus Cristo, Satã, pecado, feitiçaria, céu e fogo dos infernos».

 

Por outras palavras, e como é muito habitual em alucinados em nome de um qualquer deus, Ukpabio pretende ver reconhecido que a sua «liberdade» de religião deve esmagar as liberdades e direitos de quem não acredita nas mesmas patetadas que ela, incluindo o direito à vida e à integridade física.

 

Em Houston, muito provavelmente para uma multidão de ululantes fanáticos que bebiam todas as suas palavras, Ukpabio afirmou que a escola santuário de  Itauma deveria ser fechada e as crianças entregues à sua igreja de desvairados. Ukpabio afirmou que a escola «não entende a possessão demoníaca» e que somente a Liberty Gospel as poderá salvar.

 

“We would deliver them!”, afirmou. O documentário não deixa dúvidas sobre a «deliverance» que espera as pobres crianças que caiam nas garras deste bando de torturadores!

Watch Saving Africa’s Witch Children in Activism & Non-Profit | View More Free Videos Online at Veoh.com

2 comentários

Comentar post

Arquivo

Isabel Moreira

Ana Vidigal
Irene Pimentel
Miguel Vale de Almeida

Rogério da Costa Pereira

Rui Herbon


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Fazem me rir

    So em Portugal para condenarem um artista por uma ...

  • Anónimo

    Gostava que parasses de ter opinião pública porque...

  • Anónimo

    Inadmissível a mensagem do vídeo. Retrocedeu na hi...

  • Anónimo

    "adolescentes e pré-adolescentes pouco dados à int...

  • Anónimo

    apos moderaçao do meu comentario reitero

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D

Links

blogs

media