Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

jugular

O processo de afundação

Pois é, o ISCTE passa a fundação. Mas o que não é dito nessa notícia é como as coisas aconteceram. Para benefício do público, talvez ler esta página. Aliás, a notícia do Público só foi ouvir o grupo dirigente e pró-fundação, cuja visão se resume obviamente nesta frase: «Como grandes vantagens da passagem a regime de fundação, Rui Pena Pires referiu que ela “permite introduzir procedimentos de flexibilidade na gestão orçamental, patrimonial e de pessoal”».

Entretanto, em Barcelona os estudantes ocupam a UAB, contra Bolonha - verdadeiramente a primeira mentirola que nos foi impingida para dar início à empresarialização da universidade pública..

 

(também aqui)

A Judas o que não é de Sócrates

 

Neste concurso do estlio e da elegância, Sócrates bem pode ter ficado à frente de Jude Law, mas não teria ultrapassado o retirado José Luís Judas. Mesmo depois da rompante entrada em cena das melenas de Nuno Melo, depois da barba bíblica de Luís Amado, depois até do experimentalismo que tem lugar no couro cabeludo de Paulo Portas, Judas deixa saudades. Pode não ter sido um pilar da política autárquica, mas assinou a opção capilar que continua a ser a grande referência do pós-25 de Abril. E se é verdade que não teve um destino político brilhante, ao olharmos para o estado actual de Mickey Rourke - seu émulo - tudo se relativiza. 


S.O.S.

Será que alguém me pode ajudar a tapar um buraco na minha memória? Desde há muito que me tento lembrar do ano da última epidemia de cólera em Portugal. Era muito miúda, deve ter sido no início dos anos 70 mas, por mais que tente, não me consigo lembrar da data exacta (a dúvida ressurgiu-me ao olhar para as notícias).

Há frases de crónicas que me voltam sistematicamente à cabeça

Apesar de aparentemente não ter nada a ver, ao ler os comentários que o presidente da Associação Sindical dos Juízes teceu sobre a nova lei do divórcio - "esta lei não serve à realidade da sociedade portuguesa. É uma lei moderna e urbana. Mas esse não é o País que temos." - lembrei-me de uma crónica do Rui Tavares que tinha como mote o Regicídio "Em primeiro lugar, nenhuma visão de nenhum país justifica decretar que os grandes centros urbanos, motores de ideias e da economia, não fazem parte do país real(...)".

estou tão cansada

andava a fazer uma pesquisita na net quando descobri que, entre outros 10 estadistas (ai, que palavra linda), que incluem o presidente da geórgia e do congo mais o rei da swazilândia e o pm da bulgária, o medvedevzito é mais novo que eu. é certo que cada vez há mais pessoas mais novas que eu mas isto é coisa para deixar qualquer um de rastos. acho que vou hibernar, ou assim.

O "fac-simile" de que se fala

 


«No relatório que enviou ao chefe da diplomacia, Aguirre de Cárcer adianta que Espanha não foi a única a ser informada destas transferências. “Esta mesma iniciativa estão a realizá-la com vários países que se encontram ao longo da rota que devem seguir os aviões em questão”.

O “El País” noticia que os países em causa “serão pelo menos, a Turquia, Itália e Portugal”(...)»

 

(link para notícia do El País)

1 de Dezembro também serve para isto

 

Acordei muito cedo e, ainda estremunhada, pus-me a fazer zapping, parei uns instantes no noticiário da TVI das 7h30m e apanhei a meio uma reportagem que analisava um inquérito recente sobre SIDA em Portugal. Estava meia a dormir e não me lembro bem dos números avançados mas sei que uma enorme maioria das pessoas inquiridas afirmava que não faria o teste de despitagem por vergonha e/ou medo do eventual resultado. Ainda há muito trabalho de pedagogia básica a fazer neste campo...

 

Adenda: já descobri os números que a sonolência me tinha impedido de guardar. Estão no DN.

 

«Um em cada três portugueses conhece uma pessoa seropositiva. Apesar disso, quatro em cada cinco admitem que o medo do diagnóstico impede as pessoas de realizarem os testes para a detecção da sida, conclui o estudo "A opinião Pública Portuguesa e a Sida - Ultrapassar a Era do Medo". Isto quando um trabalho da Or- ganização Mundial da Saúde (OMS) conclui que "as análises voluntárias combinadas com um tratamento anti-retroviral reduziriam substancialmente a epidemia".»

Arquivo

Isabel Moreira

Ana Vidigal
Irene Pimentel
Miguel Vale de Almeida

Rogério da Costa Pereira

Rui Herbon


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Fazem me rir

    So em Portugal para condenarem um artista por uma ...

  • Anónimo

    Gostava que parasses de ter opinião pública porque...

  • Anónimo

    Inadmissível a mensagem do vídeo. Retrocedeu na hi...

  • Anónimo

    "adolescentes e pré-adolescentes pouco dados à int...

  • Anónimo

    apos moderaçao do meu comentario reitero

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D

Links

blogs

media