Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

jugular

O elogio da loucura

Disclaimer: este vídeo é uma sátira.

Hoje, dia em que se assinala mais um aniversário do atentado insane que transformou o Mundo, as atenções estão focadas num pequeno grupo de fanáticos, não muito diferente, no pensamento se não nas acções, do pequeno grupo que há 9 anos organizou e levou a cabo os ataques terroristas.

 

O principal protagonista destoutro grupo é Terry Jones, pastor do Dove World Outreach Center, em Gainesville, Flórida, que lançou há anos uma cruzada contra o islamismo, transcrita no livro Islam Is of the Devil ("Islão é do Demónio", em tradução livre mas aceite por mais loucos como Jones). Jones ganhou fama mundial quando divulgou na internet a sua proposta de transformar o dia de hoje no Dia Internacional de Queima do Corão. Mas Jones é um fanático que se limitou a cavalgar a onda das teorias da conspiração que surgiram logo que foi conhecida a intenção de construção de um centro cultural islâmico em  Manhattan, a alguns blocos de distância do Ground Zero. Os habituais teóricos de conspirações não perderam tempo a efabular sobre uma congeminação islâmica global de erigir "uma mesquita da vitória" no Ground Zero; Newt Gingrich foi ao ponto de descrever o projecto como parte de um plano maquievélico que teria como objectivo trazer os EUA para a tutela da lei islâmica.

 

O Weekly Standard chegou mesmo a tecer uma teia diabólica que ligaria o imam que dá a cara pelo projecto ao Hamas, à frota de Gaza, a jihadistas paquistaneses e até aos ditadores clericais do Irão. Estes não quiseram deixar os créditos de uma "boa" teoria da conspiração por mãos alheias e Mahmoud Ahmadinejad afirmou ontem que o Dia Internacional de Queima do Corão na realidade não é da responsabilidade de um alucinado e da sua meia dúzia de seguidores mas sim de um "complot sionista".

 

O que é completamente idiota em toda esta história já de si idiota é o facto de tantos e tão importantes terem reagido às declarações de um louco, que tem dificuldades em decidir se vai ou não levar para a frente o seu projecto - embora isso não obste a que já haja a lamentar vítimas de outros fanatismos. Estou certa que as proporções que a coisa atingiu se devem ao facto de terem reagido às alucinações do senhor não só as mais altas instâncias dos Estados Unidos, primeiro através do general David Petraeus, a que se seguiu a  secretária de Estado, Hillary Clinton, o de Defesa, Robert Gates, e o próprio Obama, como o meio mundo que veio a público condenar a palermice de Jones, de Jorge Sampaio a Fidel Castro passando pelos mais altos dignitários do Vaticano.

 

Fiquei em particular muito desiludida com a alocução de Obama que, depois do que estou certa agora ter sido uma distracção, o reconhecimento no seu discurso de tomada de posse de que os não crentes fazem parte da nação, confirmou a sua errada convicção de que a paz no Mundo, ou outro qualquer propósito de Miss Universo, se consegue com claudicações a ditames religiosos sortidos e caiu no seu erro recorrente, o erro de confundir identidade religiosa com identidade nacional.

 

O único ponto positivo nesta história é talvez a reacção de Newt Gingrich, um dos principais urdidores de teorias da conspiração assentes em generalizações populistas e abusivas,  que comentou, muito racional e acertadamente - o que já em si é algo inaudito - que todo este episódio apenas mostra que nos EUA «como em todos os países, há algumas pessoas que são ultrajantes e que não representam o país». Uma conclusão fantástica que podemos apenas esperar Gingrich alargue a outras pessoas e a outras situações, nomeadamente a fanáticos ultrajantes de outras religiões.

2 comentários

Comentar post

Arquivo

Isabel Moreira

Ana Vidigal
Irene Pimentel
Miguel Vale de Almeida

Rogério da Costa Pereira

Rui Herbon


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Fazem me rir

    So em Portugal para condenarem um artista por uma ...

  • Anónimo

    Gostava que parasses de ter opinião pública porque...

  • Anónimo

    Inadmissível a mensagem do vídeo. Retrocedeu na hi...

  • Anónimo

    "adolescentes e pré-adolescentes pouco dados à int...

  • Anónimo

    apos moderaçao do meu comentario reitero

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D

Links

blogs

media