Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

jugular

Fraude eleitoral no Afeganistão

Antes das eleições realizadas no passado dia 18 no Afeganistão apenas 36% da população acreditava que as eleições seriam  livres, justas e transparentes enquanto  cerca de 65% dos afegãos ( e 95% dos habitantes de Cabul, onde ele de facto governa) consideravam que Karzai estava a fazer um mau trabalho.

 

Esta reportagem da Aljazeera parece indicar que os receios dos afegãos tinham fundamento e que houve fraude eleitoral em larga escala. Embora tenha sido ordenada a recontagem dos votos em 7 províncias, as fraudes e a relutância de Karzai em combater a corrupção que grassa desenfreada no seu governo estão a aumentar o nível de desconfiança no governo afegão e o apoio aos talibãs. Com apenas metade dos afegãos a acreditarem que a intervenção internacional os tornou mais seguros,  o Afeganistão caminha a passos cada vez mais largos para uma situação incontrolável.

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Palmira F. Silva 28.09.2010

    bem, de facto é uma corrupção arrogante :) mas tem razão: queria mesmo dizer era corrupção desnfreada, como já emendei (não sei se a baralhação foi com o cavalinho rampante da Ferrari) :)

    Obrigada pelo comentário
  • Comentar:

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

    Arquivo

    Isabel Moreira

    Ana Vidigal
    Irene Pimentel
    Miguel Vale de Almeida

    Rogério da Costa Pereira

    Rui Herbon


    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Comentários recentes

    • Fazem me rir

      So em Portugal para condenarem um artista por uma ...

    • Anónimo

      Gostava que parasses de ter opinião pública porque...

    • Anónimo

      Inadmissível a mensagem do vídeo. Retrocedeu na hi...

    • Anónimo

      "adolescentes e pré-adolescentes pouco dados à int...

    • Anónimo

      apos moderaçao do meu comentario reitero

    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2008
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2007
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D

    Links

    blogs

    media