Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

jugular

Nunca é de mais insistir num erro

O inefável Oli Rehn volta a atacar. No dia em que ficamos a saber que a Comissão Europeia estima que o défice português de 2011 fique pelos 4.9% por causa de um agravamento das condições económicas e da subida dos juros, o todo-poderoso Comissário para os Assuntos Económicos e Monetários dá um salta lógico e conclui que podem ser necessárias medidas adicionais de consolidação orçamental. Está certo: se a austeridade não convence os mercados e deprime a economia, a conclusão, como é óbvio, só pode ser: mais austeridade. Se dúvidas houvesse ficamos a saber que a estratégia suicida e irracional defendida pela CE não é passível de ser avaliada quanto à sua eficácia, pois é um apriorismo dogmático que, dê por onde der, tem de funcionar. Porquê? Porque a teoria (a dele) diz que tem de ser assim. Estamos no campo do fanatismo e da mais pura cegueira ideológica. Se a realidade parece desmentir a teoria, o problema só pode ser da realidade. E o plano b, sabemos agora, não é mais do que a radicalização de todos os planos a. Daqui a uns anos, ainda veremos todos os liberais dizer o que disseram os comunistas sobre o socialismo real: a verdadeira austeridade falhou porque nunca foi verdadeiramente tentada. Primeiro como tragédia, depois como farsa. Estamos nisto.

18 comentários

Comentar post

Arquivo

Isabel Moreira

Ana Vidigal
Irene Pimentel
Miguel Vale de Almeida

Rogério da Costa Pereira

Rui Herbon


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Fazem me rir

    So em Portugal para condenarem um artista por uma ...

  • Anónimo

    Gostava que parasses de ter opinião pública porque...

  • Anónimo

    Inadmissível a mensagem do vídeo. Retrocedeu na hi...

  • Anónimo

    "adolescentes e pré-adolescentes pouco dados à int...

  • Anónimo

    apos moderaçao do meu comentario reitero

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D

Links

blogs

media