Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

jugular

aviso à navegação

Uma bela efígie e um "Bolivar, Libertador"; um brasão de armas, oito estrelas, dizeres habituais e data. Duas cores, dois metais, uma fisionomia, um toque e um peso muito familiares. "Um bolívar", moeda venezuelana. Descobri que uma moeda destas tem um valor incrível: 0,0001654 €, ou seja, são precisos praticamente 6045 bolívares para obter o valor de um euro. Uma única moedinha de cêntimo, das nossas, daquelas minúsculas, pequenas, inúteis, que só fazem peso no bolso, vale bem 60 exemplares deste belo espécimen numismático. Imagino o que será trocar um euro por 6045 moedas destas. Já me custa imaginar que 10 € podem ser trocados por mais de 60 mil exemplares. Dá para fundir o metal e enriquecer com a sua venda a peso, talvez para a nossa Casa da Moeda, quem sabe. Um excelente negócio de importacão. Se calhar estou a dar ideias a alguém. Espero que não. Porque a moeda é uma beleza e não o merece. E o trabalho investido na sua concepção, desenho e produção vale certamente muito mais.

E - perguntará alguém - porque é que se me afloraram pensamentos poético-bulionistas tão profundos? um síndrome de "mix crise primaveril"? um esquema de desenrascanço à portuguesa? Rui Tadeu, import-export? Não. Apenas isto: a moeda de 1 bolívar é igualzinha à nossa moeda de 1 euro. No peso, na cor, no tamanho (ligeiramente mais grossa), na textura, na imagem. Hoje, ao deitar a mão ao bolso, fiquei intrigado com a estranha efígie. Não é a primeira vez que dou por mim a tentar adivinhar "de que país será isto". Da Venezuela, desta vez. Pensei que não valesse muito, nunca imaginei que valesse tão pouco. Cuidado, portanto, porque se a moda pega, teremos mais uma salada para nos entretermos a desconfiar do vizinho e de quem nos passa pela frente. Já estou a ver o Cavácuo a ir buscar o discurso da "má-moeda", já estou a imaginar as teorias da conspiração: foi o consórcio Chávez-Ahmadinejad, para minar de vez os imperialistas, começando por um elo vulneravel e fragilizado; foi a CIA, para obter a submissão total mediante um golpe de teatro para incriminar os combatentes pela libertação mundial; foram os ciganos (não importa porquê, como e porque raio, porque são sempre culpados); foi o Teixeira dos Santos, porque assim rouba mais uns milhões para tapar o buraco; foram os judeus, os Illuminati, o ateísmo blasfemo; tudo culpa do aquecimento global ou do Sócrates; "só neste país", em suma, enfim, não é?

Adenda: post escrito num fim-de-tarde primaveril... fui enganado pelo conversor on-line que me deu a cotação do antigo bolívar e não do "bolivar fuerte" que é o que está em vigor e cuja moedinha me inspirou; e que vale, afinal, um pouco mais de 0,10 €. Pronto, fica o texto como um supônhamos. E faço minhas as palavras de D. João I, embora esteja fora do meu alcance mandar pintar pegas no tecto do blog...

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Arquivo

Isabel Moreira

Ana Vidigal
Irene Pimentel
Miguel Vale de Almeida

Rogério da Costa Pereira

Rui Herbon


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Fazem me rir

    So em Portugal para condenarem um artista por uma ...

  • Anónimo

    Gostava que parasses de ter opinião pública porque...

  • Anónimo

    Inadmissível a mensagem do vídeo. Retrocedeu na hi...

  • Anónimo

    "adolescentes e pré-adolescentes pouco dados à int...

  • Anónimo

    apos moderaçao do meu comentario reitero

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D

Links

blogs

media