Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

jugular

Ir mais longe do que a Troika

O Documento de Estratégia Orçamental (DEO) apresentado na quarta feira por Vítor Gaspar esclarece o significado de ir mais longe do que a Troika. Ir mais longe do que a Troika não significa reconhecer que só existe uma verdadeira solução para a economia portuguesa com uma alteração radical da política europeia; é apenas o reforço da crença na famosa tese da austeridade expansionista. É que, no período 2012-15, o governo acha que pode cortar no consumo público (-6.5; -4;-1 e -2) mais do que foi previsto pelo FMI (-4.8; -4.7; 0; +0.1) e pela Comissão Europeia (-4.6; -2; -0.3; -0.2) sem que isso tenha qualquer impacto no valor do PIB. E isto não depende de qualquer melhoria do sector exportador. Não; este governo acredita mesmo que a austeridade adicional não só não tem qualquer impacto no consumo privado (não altera as previsões) como até vai dinamizar o investimento privado (garante uma queda menor em 2012 e uma recuperação mais rápida em 2013). Como disse Miguel Beleza: a única certeza que podemos ter em relação às previsões do ministro das finanças é que estão erradas.

 

Esvaziada que está a bala de prata da competitividade via desvalorização fiscal (tirando Paul Thomsen, Carlos Moedas e Álvaro Santos já ninguém acredita no milagre da TSU), e como Passos Coelho já disse que as eurobonds não fazem sentido e que a recuperação da economia portuguesa depende apenas de nós, o milagre no investimento privado é inteiramente justificado pelo reforço da confiança via austeridade e por quatro 'reformas estruturais' : privatizações e fim das golden shares, nova lei da concorrência, desregulação no acesso às profissões e desregulação no mercado de trabalho. Ou seja, pensamento mágico liberal. Isto não vai acabar bem. 

5 comentários

Comentar post

Arquivo

Isabel Moreira

Ana Vidigal
Irene Pimentel
Miguel Vale de Almeida

Rogério da Costa Pereira

Rui Herbon


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

Links

blogs

media