Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

jugular

Apostasias e desatenções

No início da semana, o pastor Youcef Nadarkhani,  convertido ao cristianismo muito jovem, era um ilustre desconhecido que engrossava as fileiras dos iranianos condenados à morte pelas mais espúrias razões.  Hoje, o seu nome está nas primeiras páginas e editoriais da imprensa internacional de referência. Nadarkhani, de 33 anos, preso em 2009 por apostasia, poupado por um recurso do Supremo em Julho, viu o seu "crime" reexaminado por um tribunal de Rasht, num julgamento que  terminou na 4ª feira. Na última sessão, o "criminoso" recusou, mais uma vez, a magnânima oferta judicial: repudiar a sua religião e converter-se ao islamismo dos seus pais. O tribunal provincial de Gilan condenou-o ao mesmo destino do pastor da Assembleia de Deus, Hossein Soodmand, executado em 1990 pelo mesmo "crime": morte por enforcamento.

 

Como refere o advogado do pastor, a apostasia não é, supostamente, crime no Irão, pelo que ele tem esperanças de que a sentença não seja concretizada. Esperemos que a mesma sorte espere os 7 bahai's que tentavam ministrar algum conhecimento aos jovens da sua fé, impedidos de frequentar a universidade, através do Baha'i Institute for Higher Education (BIHE). Um dia antes da sentença de Yocef, começaram a ser julgados no Tribunal Revolucionário de Teerão, sem direito a advogado, preso uns dias antes e, de acordo com o IINS, já foram condenados a 20 anos de prisão.

 

Junto as minhas às muitas críticas que ambos estes casos têm merecido e já assinei e subscrevi tudo o que encontrei para pedir liberdade para os presos do totalitarismo religioso. Só tenho pena de não ter encontrado nenhuma campanha ou sítio onde manifestar a minha indignação pelos três anónimos enforcados no mesmo dia em que o BIHE foi encerrado,  "culpados" de lavat, o termo utilizado na "lei" islâmica para designar sodomia. 

 

Como explicou Mahmood Amiry-Moghaddam ao The Independent, «As autoridades iranianas costumavam apresentar estes casos como violações de forma a tornar as execuções mais aceitáveis e evitar muita atenção internacional (...)  este é o único caso em anos recentes em que a única base para a sentença de morte é uma relação homossexual». Mas parece que a atenção internacional anda um pouco distraída nos últimos tempos : foram muito poucos os artigos que a execução de 3 pessoas por homossexualidade mereceu... 

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Arquivo

Isabel Moreira

Ana Vidigal
Irene Pimentel
Miguel Vale de Almeida

Rogério da Costa Pereira

Rui Herbon


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

Links

blogs

media