Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

jugular

É o BCE, estúpido!

Menos de uma semana depois de mais uma cimeira europeia supostamente histórica, os spreads da Itália e da Espanha continuam sob pressão. O entusiasmo dos mercados por sucessivas não-soluções dura cada vez menos tempo, porque estes - ao contrário dos líderes europeus - parecem já ter percebido que a resposta europeia à chamada crise das dívidas soberanas assenta num equívoco e que não haverá cimeira que nos valha enquanto os líderes europeus não estiverem dispostos a reconhecer uma coisa muito simples: não há qualquer crise das dívidas soberanas; há (e sempre houve), isso sim, uma crise sistémica da actual arquitectura institucional da moeda única, porque, entre outras coisas, não existem dívidas soberanas na zona euro. A estratégia de contenção da actual dinâmica de contágio tem falhado e vai continuar a falhar - e vai levar à implosão da moeda única - enquanto não se perceber que aquilo que torna o problema europeu diferente de todos os outros é o facto de todas as dívidas públicas da zona euro terem deixado de ser dívidas soberanas. Se os líderes europeus percebessem isto, facilmente chegariam à conclusão que não é possível travar o risco de contágio enquanto a responsabilidade de garantir não soberanos estiver a cargo de outros não soberanos. O FEEF podia funcionar se o problema fosse apenas o de 3 pequenos países. Mas a partir do momento em que se o risco de insolvência se alastra a outros países, não faz sentido conter esta dinâmica apresentando como garantia a solvabilidade daqueles países em que os mercados (ainda) acreditam, porque isso, paradoxalmente, acaba por ampliar o risco que se pretende conter. Como é óbvio, esta loucura vai levar a que os mercados, de forma sucessiva, ponham em causa a solvabilidade de todos os Estados da zona euro. É preciso reconhecer, quanto antes, que a estrutura de garantias do FEEF se limita a transferir riscos, nunca os reduz. Posto isto, só o BCE é capaz de acalmar os mercados de forma sustentável e credível, porque o BCE é o único soberano que resta à zona euro. Só o BCE pode, de forma credível, garantir o pagamento de todas as dívidas, porque só o BCE tem aquele poder que nenhum Estado tem: o poder de honrar todos os compromissos monetários em euros e, por isso, o poder de anular todo e qualquer risco de insolvência. Isto implica uma profunda revisão dos tratados? Pois bem, reveja-se os tratados. Ou isso ou o euro acaba.

2 comentários

Comentar post

Arquivo

Isabel Moreira

Ana Vidigal
Irene Pimentel
Miguel Vale de Almeida

Rogério da Costa Pereira

Rui Herbon


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

Links

blogs

media