Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

jugular

O Pedro já escreveu e eu trago para aqui

Estrela Serrano pergunta, ali ao lado, "Mães homícidas - noticiar ou não?". Pois eu acho que é mais "como noticiar?" e aproveito para vos deixar um excelente, informado e informativo texto do Pedro Morgado, "Como lidar com o suicídio nos media?":

 

"Desde há uns anos que a imprensa portuguesa faz tábua rasa das recomendações da Organização Mundial de Saúde para a prevenção dos suicídios através dos media. O suicídio é um problema de saúde pública, quase sempre relacionado com um intenso sofrimento e com situações de doença mental, que tem consequências sociais demasiado graves para que possa ser tratado com qualquer leveza. Desde a história do jovem Werther que se sabe que a divulgação descuidada das mortes por suicídio pode ocasionar um aumento do número de suicídios. Nunca é demais recordar os jornalistas, os directores dos órgãos de comunicação social e a própria ERC que as normas da OMS dão particular ênfase ao seguinte:

  • Trabalhar em conjunto com autoridades de saúde na apresentação dos fatos.
  • Referir-se ao suicídio como suicídio “consumado”, não como suicídio “bem sucedido”.
  • Apresentar somente dados relevantes, em páginas internas de veículos impressos.
  • Destacar as alternativas ao suicídio.
  • Fornecer informações sobre números de telefones e endereços de grupos de apoio e serviços onde se possa obter ajuda
  • Mostrar indicadores de risco e sinais de alerta sobre comportamento suicida
  • Não publicar fotografias do falecido ou cartas suicidas.
  • Não informar detalhes específicos do método utilizado.
  • Não fornecer explicações simplistas.
  • Não glorificar o suicídio ou fazer sensacionalismo sobre o caso.
  • Não usar estereótipos religiosos ou culturais.
  • Não atribuir culpas.

Será assim tão difícil cumprir?". Nada díficil, Pedro, parece-me.

8 comentários

Comentar post

Arquivo

Isabel Moreira

Ana Vidigal
Irene Pimentel
Miguel Vale de Almeida

Rogério da Costa Pereira

Rui Herbon


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

Links

blogs

media