Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

jugular

manif policial e post do senhor f, mais (brinde) crimes da aula magna, morceaux choisis

Joaquim , deixou um comentário ao post banho de vergonha às 16:12, 2013-11-23.

Comentário:
Ó Cancio qual é a parte que não percebes de que quem tem as armas tem o poder, que o contrato social se trata de uma mera concessão do poder violento, que a democracia só é tolerada se o poder das armas assim o considerar. O sistemático rancor, antipatia e insídia que exalas contra os policias tem natureza patológica e por isso remeto-te para aqueles que tratam desse assunto. Os policias e os militares não são iguais à canalha, quando se manifestam, estamos perante um golpe de estado, o que tens que agradecer ó vistas curtas, é que foi um golpe de estado sem banho de sangue. Achas por acaso que irias ver policias contra policias para gáudio e manifestações de suor dos anarcolgb e afins. Ganha juízo, comparar uma manifestação de policias com as da canalha. Mas em certa medida tens desculpa, é que a houve uma tendência desde guterres em domesticar e equiparar à canalha aqueles que por maioria de razão, tem de ser brutos, porcos e maus, para permitir que tu escrevas as porcarias que escreves sem correres o risco de levares umas valentes lambadas.

 

 

Olá f.,

Pinto, deixou um comentário ao post banho de vergonha às 21:45, 2013-11-23.

Comentário:

(...) O que vi antes de ontem foi um exercício de cidadania ímpar em Portugal. Foi a manifestação com maior sucesso - do ponto de vista cívico - alguma vez realizada no nosso país. Não houve "carga" nem havia legitimidade para tal.

 


Pinto, deixou um comentário ao comentário banho de vergonha às 15:02, 2013-11-25.

Comentário:
(...) O facto do director nacional ter dito que tratando-se de manifestantes pertencetes às forças e serviços de segurança incrementava o risco de haver armas e por isso de haver um banho de sangue não é propriamente o mesmo que dizer que foram vistas armas. A passagem de um cordão policial, no âmbito de uma manifestação, por pressão, sem violência, nesse mesmo cordão, não consubstancia qualquer crime. Aliás, desafio-a a apontar uma, uma única manifestação, em que tenha havido carga policial sem que previamente não tenha havido arremesso de garrafas e pedras, polícias feridos, etc [por exemplo esta].  
O cordão policial serve para impedir a invasão da AR. Ultrapassar esse cordão sem recurso à violência e no exercício de uma manifestação é o quê? Desobediência a uma ordem policial? (...) Não gostei particularmente de ver (embora não seja proibido) manifestantes de cara tapada. Se de facto eram membros das forças de segurança (há quem diga que eram membros da extrema-direita francesa; não sei) é censurável. Não gostei de ver o comportamento e postura dos "gauleses" (grupo mais afoito de guardas prisionais da Carregueira) que, alegadamente, insultavam os seus colegas (da PSP) que faziam a segurança. Mas convenhamos: em nenhuma manifestação a políca carrega ou sequer detém um manifestante por injúrias por ele ter dito "filhos da puta". Pelo menos não tenho memória de uma situação dessas.

 

Olá f.,

Pedro Esteves, deixou um comentário ao post banho de vergonha às 17:14, 2013-11-25.

Comentário:
Mas por acaso este sr. f., fez a devida interpretação da Lei? Por alguma ventura o art. 8º se dirige a Órgãos de Polícia Criminal? Para que saiba, os OPC (polícias) têm direito ao uso e porte de arma, assim como têm o direito à manifestação... Esse art.º8 (nem qualquer outro artigo de Lei ou Decreto), não pode nunca abster seja que direito for a que cidadão for. Mais: uma arma de defesa legalmente obtida e na posse do seu legitimo proprietário, devidamente acondicionada não pode nunca ser retirada ao mesmo por parte de um promotor de uma manifestação que, por acaso até pode nem ser agente de polícia! Sr. f, leia um pouco mais, interprete convenientemente, antes de dizer disparates.

 

Olá f.,

Pinto, deixou um comentário ao comentário banho de vergonha às 18:04, 2013-11-25.

Comentário:
Destruição? Qual destruição? Houve alguma destruição? Se a pretensão fosse entrar na AR, e uma vez que estavam pessoas lá dentro (que parecendo-lhe que não, são mais importantes que os bens patrimoniais), havia legitimidade para interromper o exercício de manifestação através de carga policial. Assim não houve. O mais engraçado é que à hora que ocorria um civilizado exercício de manifestação em frente à AR, na Aula Magna cometiam-se crimes graves contra o Estado. Porém parece que se queira passar uma borracha por cima disso e focar as atenções a uma manifestação ordeira.

 

(negritos meus)

 

16 comentários

Comentar post

Arquivo

Isabel Moreira

Ana Vidigal
Irene Pimentel
Miguel Vale de Almeida

Rogério da Costa Pereira

Rui Herbon


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Fazem me rir

    So em Portugal para condenarem um artista por uma ...

  • Anónimo

    Gostava que parasses de ter opinião pública porque...

  • Anónimo

    Inadmissível a mensagem do vídeo. Retrocedeu na hi...

  • Anónimo

    "adolescentes e pré-adolescentes pouco dados à int...

  • Anónimo

    apos moderaçao do meu comentario reitero

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D

Links

blogs

media