Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

jugular

Novas (velhas) da desigualdade

 

Impressionante o enquistamento da desigualdade dos papéis masculino e feminino revelado pelo inquérito demográfico que anda hoje nas bocas do mundo. E desigualdade personificada por homens e mulheres, como se comprova pelos valores referidos na notícia supra.


Podem dizer-me que é pragmatismo - as mulheres continuam a ser as grandes "cuidadoras" por isso é "normal" que queiram mais tempo em casa - mas eu acho este "pragmatismo" inquietante. Citando Maria João Valente Rosa, "ainda há um longo caminho a percorrer na igualdade de género". 


Ah! E não é uma característica portuguesa, ou dos "países do sul da europa" (que tendem a ser apresentados como "culturalmente mais machistas"), farto-me de falar da Alemanha e da impressão que me faz a forma desigual como é entendida a maternidade e a paternidade, cujo reflexo mais óbvio é a enorme percentagem de trabalho feminino a tempo parcial.

2 comentários

  • Sem imagem de perfil

    Lobato Martins 30.11.2013

    É, de facto, cândido. A coisa já foi resolvida: com apartamentos sem cozinhas,  como foram construídos no tempo de Staline, e refeições preferênciais (gosto desta) em cantinas estatais, digo, públicas, as tarefas da casa são mínimas, principalmente com a semana de 32 horas.
    Quanto aos "filhos" - à falta de melhor termo: há várias soluções. Ou a Lebensborn nazi ou a entrega dos recém-nascidos a várias instituições estatais, digo, públicas com educadores infantis com a estatura intelectual de  um Cohn Bendit, que, anos depois, escrevia, afectuosamente: "Il m'était arrivé plusieurs fois que certains gosses ouvrent ma braguette et commencent à me chatouiller (http://conjugaison.lemonde.fr/conjugaison/premier-groupe/chatouiller), écrit-il. Je réagissais de manière différente selon les circonstances mais leur désir me posait un problème. Je leur demandais : "Pourquoi ne jouez-vous pas ensemble, pourquoi vous m'avez choisi, moi, et pas les autres gosses ?" Mais s'ils insistaient, je les caressais quand même."
    O essencial é que tanto o progenitor A como o progenitor B não reproduzam os comportamentos de domínio de género.
  • Comentar:

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

    Arquivo

    Isabel Moreira

    Ana Vidigal
    Irene Pimentel
    Miguel Vale de Almeida

    Rogério da Costa Pereira

    Rui Herbon


    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Comentários recentes

    • Fazem me rir

      So em Portugal para condenarem um artista por uma ...

    • Anónimo

      Gostava que parasses de ter opinião pública porque...

    • Anónimo

      Inadmissível a mensagem do vídeo. Retrocedeu na hi...

    • Anónimo

      "adolescentes e pré-adolescentes pouco dados à int...

    • Anónimo

      apos moderaçao do meu comentario reitero

    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2008
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2007
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D

    Links

    blogs

    media