Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

jugular

Há aqui qualquer coisa errada

"A inexistência de pagamento por abortos recorrentes ou casos em que a motivação não é clínica ou o facto de médicos não objectores de consciência poderem intervir nas consultas prévias ao aborto são alguns dos "erros desnecessários" apontados por Oliveira da Silva". Ou a notícia está errada e Miguel Oliveira da Silva não disse o que está notíciado ou o médico ginecologista e Presidente da CNECV está todo baralhadinho.

 

Começando pelo fim, que médicos, se não os não objectores, quereria MOS a fazer as consultas prévias? Os médicos objectores de consciência face à ivg são-no para o processo todo, certo? A propósito, o próprio Miguel Oliveira da Silva já escreveu que, não sendo a situação dominante, existem "em Portugal clínicos que, de forma militante e organizada, emprestam à sua objecção contornos que se aproximam da dissidência civil" (In: Sete Teses sobre o Aborto).

 

E falar em "motivação não clínica" como "erro desnecessário"? Mas que diabo, alguém recorde MOL da questão que foi referendada e que ele votou favoravelmente. De caminho mostrem-lhe a posição dos psiquiatras espanhóis.

 

o disse e repito, até aceito que seja passível de discussão e eventualmente revista, com base na actual situação económica e social do país, a isenção de taxas moderadoras na ivg mas não entendo esta versão punitiva que amiúde surge de taxar os abortos de repetição.

 

Por último, os abortos não diminuíram em relação a quê? Os abortos feitos em condições de saúde precárias, com riscos brutais para a vida da mulher, diminuíram e muito. Isso é, ao contrário do que é dito por Oliveira da Silva, um grande consolo.

 

Adenda: Como Miguel Oliveira da Silva bem sabe... "Portugal é, na Europa, de acordo com os dados do Eurostat e com um estudo europeu recentemente divulgado e coordenado pelo obstetra Miguel Oliveira da Silva (também presidente do Conselho Nacional de Ética para as Ciências da Vida) um dos países com mais baixo número de abortos e, dentre os que apresentam dados sobre repetição, aquele onde as mulheres menos reincidem.".

 

Mais aqui. E mais, a cores e tudo.

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Arquivo

Isabel Moreira

Ana Vidigal
Irene Pimentel
Miguel Vale de Almeida

Rogério da Costa Pereira

Rui Herbon


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Fazem me rir

    So em Portugal para condenarem um artista por uma ...

  • Anónimo

    Gostava que parasses de ter opinião pública porque...

  • Anónimo

    Inadmissível a mensagem do vídeo. Retrocedeu na hi...

  • Anónimo

    "adolescentes e pré-adolescentes pouco dados à int...

  • Anónimo

    apos moderaçao do meu comentario reitero

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D

Links

blogs

media