Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

jugular

Volta ASAE, estás perdoada!

Uma das prendas de Natal da minha adolescência que mais apreciei foi um kit de química que me permitiu muitas e boas horas de descoberta da ciência.

Hoje em dia esse tipo de brincadeira científica é encarado como uma actividade criminosa, pelo menos por terras canadianas onde um estudante de química foi preso pela polícia por ter construído um laboratório em casa.

Aparentemente a polícia pensou que tal facto apenas podia significar que o jovem de 18 anos se dedicava a sintetizar metanfetaminas em casa. Quando uma inspecção mais cuidadosa revelou não ser esse o caso, a polícia mudou a acusação para fabrico de explosivos - que qualquer pessoa com dois neurónios químicos sabe poderem ser produzidos sem problemas na cozinha apenas com produtos de limpeza, isto para não falar das potencialidades bombistas de fertilizantes para a agricultura ou mesmo de dejectos de pássaros.

Embora o advogado do jovem tenha tentado explicar à polícia que este apenas tem um interesse genuíno por ciência, o inspecter Engele, encarregue da investigação, acha que o grau de «sofistificação» do laboratório não engana ninguém: quem sabe tanto de química só pode mesmo ter intenções criminosas ...

E eu a pensar que era ridícula a recente incursão da ASAE pelos laboratórios universitários nacionais!

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Arquivo

Isabel Moreira

Ana Vidigal
Irene Pimentel
Miguel Vale de Almeida

Rogério da Costa Pereira

Rui Herbon


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Fazem me rir

    So em Portugal para condenarem um artista por uma ...

  • Anónimo

    Gostava que parasses de ter opinião pública porque...

  • Anónimo

    Inadmissível a mensagem do vídeo. Retrocedeu na hi...

  • Anónimo

    "adolescentes e pré-adolescentes pouco dados à int...

  • Anónimo

    apos moderaçao do meu comentario reitero

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D

Links

blogs

media