Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

jugular

vai uma mão cheia de sal, ó pãezinhos?

recebi no mail do dn um projecto de lei do ps sobre a regulação do teor de sal presente no pão. não li o projecto. aliás, não costumo comer pão. mas achei razoável. estou farta de ler protestos da deco quanto ao teor excessivo de sal colocado em alimentos manufacturados. e pensei: ai, lá vem a brigada 'anti-politicamente-correcto' aos guinchos que ai jesus é o totalitarismo higienista e tal. ora bem, ei-los.

 

os argumentos são os esperados: a auto-determinação alimentar, o direito de uma pessoa se empaturrar com sal se lhe apetecer, e a liberdade, obviamente com éle grande, enorme, e hino e tudo.

 

a sério, devia ter feito um raio de um post a antecipar este argumentário todo e rebolar a rir com as reacções. mas tive preguiça.

 

será que ocorre a esta gente que o pão na maior parte dos casos não costuma trazer rótulo (ou querem uma embalagenzinha para cada papo seco para arrepelarem o cabelo com tamanho higienismo e com a falta que vos faz o tradicional cheirinho do pão?) e que portanto ninguém tem meios de saber qual o seu teor de sal antes de o deglutir ou de o dar a deglutir aos outros, nomeadamente criancinhas, a não ser que monte um laboratório em casa? será que ocorre a esta gente que o sal -- ingrediente do qual sou adicta desde criança, by the way -- é assim a modos que um venenozinho de trazer por casa e se alguém se quer envenenar é bom fazê-lo conscientemente? será que ocorre a esta gente fazer o mesmo tipo de reivindicação em relação a todos os alimentos, por exemplo, à carne e ao peixe -- é acabar com a porcaria dos matadouros e das lotas oficiais e dos veterinarios obrigatórios mais as normas de frio e deixar abater e vender os animais onde e como calhar e no estado em que estiverem, que a malta ós pois se morrer morre livre?

 

(desde que o pedro arroja me quis convencer, numa entrevista de 1994, que a ausência total de normas em tudo é que era, tipo nos medicamentos a malta ia morrendo até dar com a cura, que me ando a rir desta estirpe de liberais)

 

embora lá ser individualmente responsáveis pelo que comemos. bora. acabemos com esta ditadura iníqua do politicamente correcto. e nem pensar em, se acharmos o pão insosso, lhe barrarmos uma cena salgada. ná -- tem muito mais graça ser alguém a escolher por nós o sal que comemos no pão, desde que esse alguém ganhe dinheiro a carregar-nos de hipertensão sem darmos por isso e, abrenúncio, nunca seja o estado, esse malandro. 

39 comentários

Comentar post

Pág. 1/2

Arquivo

Isabel Moreira

Ana Vidigal
Irene Pimentel
Miguel Vale de Almeida

Rogério da Costa Pereira

Rui Herbon


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Fazem me rir

    So em Portugal para condenarem um artista por uma ...

  • Anónimo

    Gostava que parasses de ter opinião pública porque...

  • Anónimo

    Inadmissível a mensagem do vídeo. Retrocedeu na hi...

  • Anónimo

    "adolescentes e pré-adolescentes pouco dados à int...

  • Anónimo

    apos moderaçao do meu comentario reitero

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D

Links

blogs

media