Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

jugular

9 comentários

  • Imagem de perfil

    Ana Matos Pires 31.01.2009 12:28

    Espera aí, Vasco, vamos lá colocar os pontos nos ii's.
    1. Não vale a pena ser "pica na merda", que o estudo não é da OCDE está mais que claro. Do mesmo modo parece-me (a mim) claro (1) de onde partiu este embróglio, (2) a burrice com que o "gato" foi gerido e (3) que o Valupi não questiona tal.
    2. Lá que não deixa de ser irónico - ou ironia do destino - tens que o dito estudo esteja, agora, na página da OCDE, não deixa, tens que convir.
    3. Parece-me que falas de erros metodológicos no teu ponto 2 (ou estou enganada?), erros esses que, na tua opinião, descredibilizam os resultados, certo? Suponho, portanto, que antecipaste o dia 6 de Favereiro e que já conseguiste ler atentamente o estudo (eu ainda não o consegui ler na totalidade e com a atenção devida). Queres ser simpático comigo e fazeres-me a papinha, apresentando uma discussão das conclusões? Obrigada.
  • Imagem de perfil

    Vasco M. Barreto 31.01.2009 13:50

    1. Eu também acho que não vale a pena ser pica na merda , Ana. Mas os epílogos não se decidem arbitrariamente. Nunca insisti na colagem ao rótulo OCDE, insisti apenas na qualidade do estudo, por isso essa tua primeira crítica não é para mim.

    2. É irónico, mas irrelevante. Desde quando a ironia faz prova? A OCDE fez referência a um estudo porque o estudo foi feito por colaboradores habituais da OCDE e até seguiu os métodos da OCDE. Mas não é um estudo da OCDE, como eles próprios referem. Se um tipo se fizer passar por médico durante vinte anos, for até um bom profissional e receber um elogio da ordem dos médicos, não deixa de ter mentido quanto ao facto de não se ter formado em medicina. Não achas isto irónico? Montes de irónico. Mas o meu problema, repito, não é este. O meu problema é que este tipo parece não ter sido um bom profissional.

    3. Como sabes, não tenho tempo para apreciar o estudo. Mas o ónus da prova não é meu. O 31 publicou um post em que se lê que a lista de pessoas contactadas pelos investigadores indepependentes contratados pela entidade que iriam avaliar são todos da simpatia dessa mesma entidade. Chama-me cínico, mas sendo a matéria altamente polémica é de desconfiar dos resultados qualitativos do estudo (as impressões recolhidas e tal). Por isso, enquanto tu, a fernanda , a colega da fernanda que se dedica à área da educação, Deus ou qualquer outra pessoa não mostrar que os dados apresentados no 31 não são verdadeiros, mantenho o que escrevi. A papinha a que te referes está no 31 e eu não tenho motivos para desconfiar do que lá vem. Vocês é que devem fazer esse trabalhinho, se estão interessadas no problema. Mas pareceu-me que a intenção foi sobretudo encerrar a discussão em alta e isso chateia-me, talvez porque no meu bairro havia um puto caprichoso que era o dono da bola e gostava de acabar o jogo e levar a bola para casa quando estava a ganhar. O Martins.

    (Acho que isto responde ao comentário da fernanda )
  • Sem imagem de perfil

    parajornalista 31.01.2009 14:00

    Vasco, como ousa desdizer a f. ? Nao esta' a perceber bem que aqui no tasco pode dizer o que quizer excepto apontar falhas a Socrates? Ou pensa que isto e' o 5 dias?

  • Imagem de perfil

    Ana Matos Pires 31.01.2009 14:14

    Parajornalista o tanas, Pseudojornalista, mas é.
  • Sem imagem de perfil

    parajornalista 31.01.2009 14:20

    touche' Ana?
  • Imagem de perfil

    Ana Matos Pires 31.01.2009 14:24

    Claro, já 'tou marreca com essas duas "pseudo" histórias.
  • Sem imagem de perfil

    parajornalista 31.01.2009 14:27

    ja' a sabia entravada, agora marreca... cuide de si Ana... no hard feelings
  • Imagem de perfil

    Ana Matos Pires 31.01.2009 14:53

    Pois, não tenho lá grande jeito para isso, de facto. Of course not, no hard feelings, fazem "úrsulas do diódeno".
  • Comentar:

    Notificações de respostas serão enviadas por e-mail.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

    Arquivo

    Isabel Moreira

    Ana Vidigal
    Irene Pimentel
    Miguel Vale de Almeida

    Rogério da Costa Pereira

    Rui Herbon


    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Comentários recentes

    Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2010
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2009
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2008
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2007
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D

    Links

    blogs

    media