Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

jugular

ideias fracturadas

hoje, num serviço noticioso da sic notícias, foi mencionada a sondagem euro-sondagem-expresso-renascença-sic (acho que é assim) que revela que mais de 50% dos inquiridos defendem a eutanásia (encarada como a possibilidade de um doente pôr legalmente, isto é, com ajuda, fim à vida se assim entender). o número de respostas contra é, salvo erro, de 37%. a pivot frisou que mostra que 'é um tema fracturante na sociedade'. como parece que não havia nenhuma pergunta sobre isso na sondagem, depreende-se que quem escreveu o pivot acha que isso é óbvio. estranhamente, o resultado seguinte mencionado, o da nomeação de santana lopes para candidato à câmara de lisboa, com resultados semelhantes (50 e tal por cento contra, 30 e tal por cento a favor) não surge como 'fracturante'. o qualificativo de 'fracturante' surge pois não como decorrência dos resultados de uma sondagem (por exemplo o facto de dividir claramente as opiniões 'ao meio'), mas como um a priori. de tal modo que perante o facto de a eutanásia ser vista favoravelmente pela maioria -- o que surgirá como uma surpresa num universo em que mais de 80% dos inquiridos se dizem católicos, já que a doutrina oficial do catolicismo condena muito claramente a morte auto-inflingida -- ainda se insiste em considerar o resultado como algo que fractura. fractura porquê, fractura o quê? onde está a quebra, a ruptura, o conflito aberto? melhor perguntado: onde está o drama implícito na expressão fracturante?

 

espantoso é que este tipo de 'objectividade jornalística' escandalize tão pouca gente. adivinho, porém, que se a pivot frisasse, como ontem fez manuela moura guedes, que se trata de uma opinião que entra em contradição com a identificação da maioria dos inquiridos como católicos -- o que nada tem de opinativo e tudo tem de rigoroso --, não faltaria quem se indignasse com 'o ataque à igreja'. enfim.

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Arquivo

Isabel Moreira

Ana Vidigal
Irene Pimentel
Miguel Vale de Almeida

Rogério da Costa Pereira

Rui Herbon


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Fazem me rir

    So em Portugal para condenarem um artista por uma ...

  • Anónimo

    Gostava que parasses de ter opinião pública porque...

  • Anónimo

    Inadmissível a mensagem do vídeo. Retrocedeu na hi...

  • Anónimo

    "adolescentes e pré-adolescentes pouco dados à int...

  • Anónimo

    apos moderaçao do meu comentario reitero

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D

Links

blogs

media