Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

jugular

Os cinco cavaleiros do apocalipse

Tropa: quando ouvi Loureiro dos Santos dizer, numa TV, que temia revoltas militares devido à insatisfação no sector, comentei aqui em casa que ele estava a incitar à revolta ao mesmo tempo que dizia não estar a fazê-lo. Tinha razão, e felizmente mais gente se apercebeu do facto. Ter acesso a armas - ou acesso privilegiado a quem tem acesso a armas - é um poder tão grande e tão especial que deve ser usado com extrema responsabilidade. Ninguém faz nada a este Loureiro dos Santos? E ao Vasco Gonçalves (ai, Lourenço)  que o secundou? Muito civilizados, mas se for preciso apontar-nos uma arma…

 

Direita: Ferreira Leite diz que as obras públicas só diminuirão o desemprego de ucranianos e caboverdianos, não de portugueses. Uma líder de um partido do arco do governo diz isto e, neste caso e ao contrário do anterior, ninguém grita?. Pior ainda é ter que explicar a alguém (e desde logo à Sôdonamanela) porque é que são graves estas declarações. Muito civilizad@s, mas se for preciso escolher entre os “nossos” e os “outros"…

 

Capital: Não sou fanático da suposta pureza da paisagem ribeirinha de Lisboa e até tenho fascínio por guindastes, barcos e contentores (estivadores nem tanto, sorry por desiludir expectativas…). Mas sou fanático da transparência e da honestidade políticas. No caso da expansão do porto de Lisboa, a CML não tugiu nem mugiu, o governo (n)idem, não houve concurso e faltam as explicações sobre a necessidade da obra ou sobre as alternativas. Muito civilizados, mas se o objectivo for o lucro…

 

Igreja (Católica): Ratzinger está-se nas tintas para aquela história do celibato. Admite sem problemas candidatos a padres que demonstrem uma arreigada heterossexualidade, mas não admite os que demonstrem uma arreigada homossexualidade. Absolutamente omissa é a questão de procurar o que interessa: os candidatos - e os já “admitidos” - que demonstrem ter praticado abuso sexual de menores. Muito civilizados, mas quando se trata da “paneleiragem”…

 

Lumpen: mas a santa aliança tropa / direita / capital / igreja (católica) nunca fica completa sem os bobos da reaccionária corte que, no caso, costumam navegar no universo lumpen. Nem de propósito, o PNR oferece a figura de um dos seus membros como dono de bordéis (o outro é prof. de colégio da Opus, como se sabe toda uma outra coisa), activo no negócio da imigração clandestina. Deve ter adorado a tropa, é de direita (e certamente não gosta de ucranianos e caboverdianos), faz dinheiro sem olhar a meios e quase apostaria que é da igreja ratzingueriana. (stereo)

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Arquivo

Isabel Moreira

Ana Vidigal
Irene Pimentel
Miguel Vale de Almeida

Rogério da Costa Pereira

Rui Herbon


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Fazem me rir

    So em Portugal para condenarem um artista por uma ...

  • Anónimo

    Gostava que parasses de ter opinião pública porque...

  • Anónimo

    Inadmissível a mensagem do vídeo. Retrocedeu na hi...

  • Anónimo

    "adolescentes e pré-adolescentes pouco dados à int...

  • Anónimo

    apos moderaçao do meu comentario reitero

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D

Links

blogs

media