Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

jugular

kuku e courbet

Agentes da PSP resolveram apreender, no dia 23, exemplares de um livro exposto numa feira do livro em Braga, por o mesmo ostentar, na capa, uma reprodução de um quadro que por sua vez reproduz, de forma assaz realista (naturalista, até), as coxas e o sexo de uma mulher. O pretexto foi, segundo os agentes, a queixa de alguns adultos que se haviam deslocado à feira com a respectiva prole e consideraram a ilustração "ofensiva" e "pornográfica". A acção policial, amplamente noticiada no próprio dia, foi coberta de ridículo, taxada de censora, bacoca e até de ilegal . Ao Público, um juiz chegou a sublinhar que para se ser comandante de polícia hoje em dia é necessária uma licenciatura e que por isso os responsáveis da PSP de Braga não teriam desculpa por não conhecer (reconhecer será a expressão apropriada) o quadro de 1866 do pintor francês Gustave Courbet (A Origem do Mundo) que o livro exibe.

Por partes: de acordo com a lei 254/76, ainda em vigor (e cujo hilariante preâmbulo se recomenda), as autoridades policiais podem apreender "objectos de conteúdo pornográfico ou obsceno" quando "expostos na via pública". A lei exime-se de explicar o que é "o pornográfico e o obsceno", de modo que a apreciação e distinção, referida no tal preâmbulo, entre o que pode (e deve?) ser apreendido e "o erótico e o nu artístico" depende dos olhos (e mundividência, e bom senso, e falta dele) de quem pode apreender. Quanto ao argumento de que a imagem em causa é uma reprodução de uma obra de arte e portanto vê-la como obscena e/ou pornográfica é um sinal de falta de cultura só pode ser invocado por quem esteja muito pouco familiarizado quer com a arte em geral (contemporânea e não só) quer com as polémicas e escândalos associados à sua natureza transgressora (incluindo, em 1998, a apreensão, pela polícia britânica, de um álbum do fotógrafo Robert Mapplethorpe, propriedade de uma universidade de Birmingham, por ter sido, precisamente, considerado pornográfico/obsceno).

Concluindo: os polícias de Braga fizeram um disparate (e a lei que para tal os mandata é outro e deve ser alterada - assim as prioridades o permitam, claro). Mas apodar o seu acto de gravíssimo atentado à liberdade de expressão e democracia e por aí fora só pode ser falta de assunto. Ou isso ou a vontade descabelada de ver fascismo em tudo o que mexe - e como la hay. Sucede que todo o barulho que se fez a este propósito contrasta com todo o barulho que se não fez quando, a 5 de Janeiro, um rapaz de 14 anos foi morto com um tiro na cabeça - ao que parece, segundo a perícia da Polícia Judiciária, à queima-roupa - por um agente da mesmíssima PSP. O rapaz, Elson Sanches - ou Kuku - era negro, vivia num dos últimos "bairros de lata" do País e, afiançou-se (com base na informação policial), um delinquente. Foi quanto bastou para que a sua morte passasse sem escândalo - quase sem perguntas, até. Não, a vida apreendida de um Kuku não vale a "censura" de um Courbet. Decerto porque o Kuku é que era pornográfico.

 

(publicado hoje no dn)

56 comentários

Comentar post

Pág. 1/3

Arquivo

Isabel Moreira

Ana Vidigal
Irene Pimentel
Miguel Vale de Almeida

Rogério da Costa Pereira

Rui Herbon


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

Links

blogs

media