Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

jugular

Um blog no sapato de Fidel

Um blog na mão e Fidel no calcanhar é o artigo que Estela Caparelli escreveu há quasi uma ano para a revista Época sobre a blogger cubana Yoani Sanchéz, distinguida nesse ano pela Time como uma das 100 pessoas mais influentes do planeta pelos 4 milhões de visitas mensais que o seu blog merece. Num dos seus últimos posts, Yoani, que integra a geração Y, aquela geração de cubanos com Y no nome por influência soviética, informa-nos que foi proibida de se deslocar  à Feira do Livro de Turim onde participaria no lançamento da edição italiana de Cuba Libre.

 

As declarações de Yoani na X Bienal de Havana em Março, sobre censura e controle de informação, mereceram-lhe a acusação de «provocação contra a revolução». O comité organizador da bienal apressou-se a esclarecer que o minuto de antena de Yoani foi  um «oportunismo vergonhoso» e a acusar de estarem ao serviço de uma máquina propagandista anti-cubana as muitas pessoas presentes que se manifestaram a favor da liberdade e da democracia. Mais concretamente, no seu comunicado o comité esclarece que «É particularmente ofensivo que façam uso do espaço livre e plural do nosso evento os assalariados que manipulam a opinião pública, mentem, censuram, mutilam e sistematicamente inibem a liberdade de expressão e de pensamento.»

 

O que foi então a vergonhosa «provocação» de Yoani?

 

«Se me dessem o microfone …diria

Cuba é um país rodeado de mar e é tambem uma ilha cercada pela censura. No muro do controle informativo, a internet e especialmente os blogs abriram algumas fissuras. O fenómeno da blogosfera alternativa cresce e já é conhecido por uma boa parte da população cubana. Somos poucos bloggers, no entanto os nossos blogs enfatizam o despertar da opinião cubana.

As autoridades consideram as novas tecnologias como um “potro selvagem” que deve ser domesticado, porém nós, bloggers independentes, queremos que corra livremente. As dificuldades para difundir os nossos blogs são muitas. De mão em mão e graças a memórias flash, a CDs e às obsoletas disquetes, o conteúdo dos blogs percorre a Ilha.

A internet está a converter-se numa praça pública de discussão, onde nós, cubanos, escrevemos as nossas opiniões. A ilha real começou a ser uma ilha virtual, mais democrática e plural.

Lamentavelmente, esses ares de livre opinião que percorrem a rede, apenas sopraram sobre a nossa realidade vigiada. Não continuemos esperando que nos autorizem a entrar na Internet, a ter um blog ou a escrever uma opinião. Já é hora de atacarmos o muro de controle.»

 

É interessante que eleve a internet a «praça pública de discussão»  a blogger que também escreveu:

 

«A verdadeira revolução ‘.COM’ acontece paralela e contrária ao racionamento que eles querem nos impor no mundo virtual. Sem homens barbudos, sem espingardas e muito menos líderes gritando ordens.
Ela é lenta e ainda restrita, mas acabará alcançando todos os cubanos. Os seus comandantes tem os estranhos nomes de Gmail, Youtube, Skype e Facebook. Eles não criam divisões, unem as pessoas».

 

As eleições norte-americanas já nos demonstraram o poder da internet, será muito curioso ver o que a grande teia conseguirá fazer em Cuba.

2 comentários

Comentar post

Arquivo

Isabel Moreira

Ana Vidigal
Irene Pimentel
Miguel Vale de Almeida

Rogério da Costa Pereira

Rui Herbon


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Fazem me rir

    So em Portugal para condenarem um artista por uma ...

  • Anónimo

    Gostava que parasses de ter opinião pública porque...

  • Anónimo

    Inadmissível a mensagem do vídeo. Retrocedeu na hi...

  • Anónimo

    "adolescentes e pré-adolescentes pouco dados à int...

  • Anónimo

    apos moderaçao do meu comentario reitero

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D

Links

blogs

media