Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

jugular

Green tea party

Parece que os mais bat shit crazy religious nuts do Tea Party e afins consideram que são material presidenciável. Este ano, até pelos democratas, com  Randall Kerry da Operation Rescue a planear uma campanha em grande. No GOP, para além de Michele Bachmann, que venceu ontem o Iowa Straw Poll de Ames, considerada a sondagem que inaugura as primárias republicanas, temos Newt Gingrich, Tim Pawlenty, Rick Santorum e  Rick Perry. Com este elenco, razão tem a comediante Roseanne Barr, que só é seriously nuts: se eles "podem concorrer à Presidência, eu também posso".

American Taliban with Christian frosting - III

Aquando do assassinato de George Tiller, uma série de fazedores da opinião dos religious right veio a campo defender o terrorista cristão que o matou. A culpa, ulularam, não era do assassino mas sim dos execráveis esquerdistas que se recusavam a reconhecer a «verdade biblíca» criminalizando o aborto e executando todo o pessoal médico que alguma vez colaborou num aborto desde Roe vs Wade. Ao não o fazerem, não deixavam aos anti-escolha, uns "pacifistas" justamente indignados com o estado da nação, outra solução que não a violência.

 

Os atentados noruegueses foram analisados de forma análoga aos microfones do RadioDerb no National Review podcast por John Derbyshire, um fazedor de opinião da direita americana que se tem distinguido pelos seus  comentários racistas e sexistas (afirmando, por exemplo, que o mundo seria muito melhor  se se retirasse o direito de voto às mulheres). Para Derbyshire, o manifesto da supremacia cristã de Breivik, que o cita, constata o óbvio: "The upshot of the manifesto is that Breivik thinks European civilization is under threat of being swamped by Muslims and other incompatibles. A great many people think that, including me and a lot of my friends and colleagues."

 

Assim, parece que a extrema-direita americana, pelo menos parte dela, já recuperou do estado de negação para apontar os verdadeiros culpados dos atentados terroristas em Oslo: os multiculturalistas de esquerda que não deixaram outra alternativa aos  instintos do assassino, perfeitamente razoáveis e normais, quiçá mesmo desejáveis. Mais concretamente,  afirmou que os verdadeiros culpados são os  "left multiculturalists, that leaves no lawful outlet for perfectly reasonable and normal instincts of patriotism, cultural conservatism, and the desire on the part of the native ethnie in an old, proud nation to limit foreign settlement". Ou seja, tal como os bat shit crazy religious nuts, Derbyshire legitima o terrorismo como forma de imposição a todos das suas opiniões.

Aaahhh, claro, heavy metal e sadoterrorismo*

E eu aqui em análises elaboradas quando me bastaria ter ouvido o Rogeiro para perceber que não há qualquer motivação ideológica para os ataques terroristas em Oslo, só há doenças mentais (associadas ao heavy metal?).

 

* esta designação de sadoterrorismo é simplesmente deliciosa, absolutamente idiota mas deliciosa :)

Dia da Bastilha indeed

"We should invade their countries, kill their leaders and convert them to Christianity"

 

Nos últimos tempos, Michelle Bachman ou Sarah Palin têm ofuscado a autora desta citação, Ann Coulter,  na corrida para o título de bat shit religious nutter. O último livro de Coulter, “Demonic: How the Liberal Mob is Endangering America,” repõe os pratos da balança: entre outras barbaridades à la Coulter, o livro faz a apologia do assassínio daqueles que não seguem os ditames cristãos em relação à moral e bons costumes, nomeadamente em relação ao aborto. Aliás, para Coulter, assassinar "abortistas" é igualzinho aos protestos da Praça Tianamen. Já os protestos dos estudantes contra a guerra do Camboja, em 1970, são exactamente o contrário, isto é, uma constatação dos perigos da tenebrosa esquerda, e os polícias que dispararam sobre os estudantes matando 4 e ferindo 9 são uns heróis que apenas seguiram aquele que deveria ser o motto de uma sociedade civilizada: assassinar a escumalha esquerdista. Segundo Coulter, esse foi o erro de Luís XVI que permitiu este dia, há exactamente 222 anos, o erro de não ter esmagado a populaça.

 

O Daily Caller lista os Top 10 shocking things in Ann Coulter’s book ‘Demonic’ that will drive liberals crazy. Na realidade, as alucinações da senhora são tão delusional que pelo menos a mim só me deixam perplexa pelo ódio que esta gente tem a quem não partilha as suas convicções políticas e religiosas.

Um problema de lixo

Linda Thompson, a presidente da câmara de Harrisburg que desde o início do seu mandato é conhecida pela forma indecorosa com que força a sua religião nos colaboradores que "não aceitam Jesus como seu salvador", resolveu levar mais longe a sua vocação pastoral.

 
Com a capital da Pensilvânia à beira da bancarrota devido à péssima decisão de construir uma incineradora que consome cerca de um terço do orçamento da câmara e sem saber que fazer para evitar um pedido de falência, Thompson, que confessou que a situação está fora de controle, resolveu que a única solução era pôr os cidadãos a água enquanto pede a um amigo invísivel que resolva os problemas.

 

Como deveria ser óbvio, em particular para quem toma as decisões que decidem o futuro de todos, rezas e jejuns são absolutamente incompetentes para resolver os problemas financeiros da cidade. A crise com que se debate a cidade tem uma origem bem determinada, más decisões políticas tomadas durante a liderança anterior, e a sua resolução passa por a liderança actual assumir o problema e atacá-lo com as decisões que se impõem. Diria que pela amostra, Linda Thompson não tem o que é preciso para isso.

De como a Faux News passou a ser um paradigma da esquerda

Tim Groseclose, um docente de ciência política na UCLA, escreveu um livro sobre o alegado domínio da esquerda nos media norte-americanos. De acordo com a luminária, a Faux News, contrariamente à ideia preconcebida de muitos, não tem um bias (ultra)conservador, bem pelo contrário. De facto, não há como não perceber os tiques esquerdistas de, por exemplo, Sean Hannity ou Bill O'Reilly

Coisas realmente importantes no combate à corrupção

Com o calor a apertar e a tentar em particular as mais jovens a transgredir a «segurança moral» iraniana,  o líder supremo, ayatollah Ali Khamenei, decidiu reforçar as hostes da polícia moral. Assim, serão mais de 70 mil os polícias morais que patrulharão as ruas das grandes cidades iranianas para conter a «invasão vulgar do Ocidente» manifesta no colar masculino, na unha pintada ou no hijab mais arrojado. Tudo em nome do combate à corrupção porque, como explicou Khamenei,  «Se um país parece avançado, mas sofre de uma cultura imoral e aspectos espirituais (imorais) é uma nação corrupta».

Andar nas nuvens

Os halos, solares e lunares, são um fenómeno óptico bastante vulgar que ocorre em determinadas condições atmosféricas, mais concretamente, a formação de halos deve-se à difracção (e reflexão) de luz nos minúsculos cristais de gelo existentes nas nuvens que dão pelo nome cirros-estratos.

 

Os cirros-estratos, nuvens que lembram um véu transparente, formam-se entre 5 e 11 km e portanto o fenómeno pode ocorrer em qualquer ponto do globo, dos pólos ao equador, como confirmaram há uns anos os gaúchos de Rio Grande do Sul.

 

Por vezes, em latitudes que permitem temperaturas suficientemente baixas, ocorre um fenómeno conhecido como «Pó de diamante», em que os halos são formados por difracção da luz em cristais de gelo formados próximo do solo, tão próximo que o fotógrafo pode «tocar» os raios de luz com as mãos.

 

Arquivo

Isabel Moreira

Ana Vidigal
Irene Pimentel
Miguel Vale de Almeida

Rogério da Costa Pereira

Rui Herbon


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Fazem me rir

    So em Portugal para condenarem um artista por uma ...

  • Anónimo

    Gostava que parasses de ter opinião pública porque...

  • Anónimo

    Inadmissível a mensagem do vídeo. Retrocedeu na hi...

  • Anónimo

    "adolescentes e pré-adolescentes pouco dados à int...

  • Anónimo

    apos moderaçao do meu comentario reitero

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D

Links

blogs

media