Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

jugular

A luxúria da inteligência

O Nome da Rosa foi o livro que apresentou Umberto Eco a muitos da minha geração, e eu não fui exceção. Teria uns 17/18 anos quando foi publicada a tradução portuguesa, ainda estava na (maravilhosa e saudosa) fase da leitura compulsiva, não largava um livro até que o acabasse e este foi devorado (eheh felizmente não tinha um Jorge de Burgos por perto e os envenenamentos não acontecem em "devorações" não literais).

Como aconteceu com vários livros de Eco posteriormente, voltei a ele várias vezes. Dessas revisitações do Nome da Rosa há uma de que guardo especial recordação, foi quando acompanhei a leitura tendo à mão o Histoire intellectuelle de l'Occident médiéval de Jacques Paul e abençoei muito quem inventou os índices onomásticos. Foi um exercício particularmente curioso porque para um não erudito há uma série de ínfimos pormenores que passam ao lado e quando os descobrimos, ou nos são mostrados, a diversão da leitura aumenta exponencialmente (é como ver o Schrek e descobrir as piscadelas de olho à história do cinema). Se um dia o puderem fazer, recomendo. Adiante... 

Sei que toda a gente me chateia por causa da francofonia mas, paciência, esta conversa de 1982 merece. Amusez vous bien com a "luxúria da inteligência". 

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Arquivo

Isabel Moreira

Ana Vidigal
Irene Pimentel
Miguel Vale de Almeida

Rogério da Costa Pereira

Rui Herbon


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

Links

blogs

media