Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

jugular

panqueca gente cria ceuta

Há uns tempos ouvi para aí umas bocarras coiso e tal que 600 anos Ceuta e glórias do passado e o camandro. Oh seus Ricardos Neves, vocês não sabem mesmo nada. Se fizessem como eu e passassem uns diazinhos em Marrocos a apanhar sol no papo, estariam certos - como eu estou - que muito se ganhou e nada se perdeu desde esses dias e que a parceria luso-castelhana em terras de mouros de pazes está para durar. Sabem, é que a gente quase nem percebe que está longe da nossa terra. Sabem a razão por que está o Algarve cheio de ingleses? Porque os portugueses mudaram-se todos para Marrocos; desconfio que para o sitio onde eu estou e, mais precisamente, para o complexo turístico onde me instalei. Se quisesse ser mesmo mas mesmo exato, arriscaria dizer: na piscina que frequento. Ah nem se chega a ter saudades do nosso bom Portugal: criançada em abundante produção decibélica, que os papás estimulam para a foto (forma arcaica de selfie, para quem não saiba), Benfica contra Sporting em "torre" e outros originalíssimos jogos nacionais, conversa animada com boa pronúncia do norte para toda a gente escutar e devidamente recheada de foda-ses e caralhadas que o que é português é para se ouvir. Mesmo que a piscina se chame Relax, para distingui-la da outra, da principal, a da "animação", onde os tugas se misturam com os outros e não podem, portanto, brilhar. E não vale a pena fugir para um local sossegado, porque eles vão atrás. 

Depois, na hora das refeições, é ver a boa velha casa portuguesa com certeza pão e vinho sobre a mesa, temperada ao gosto local com arabescos turcos e pirâmides egípcias, ou seja, nas misturas - estilo tajine com piza e batata frita aos magotes - e no formato dos volumes da comida, respetivamente. Disse vinho? Pois disse, é o que não falta aqui à discrição, vinho tinto e branco e rosé e cerveja e cocktails, é vê-los em filas quase 24/7 a levar garrafas inteiras para a mesa e encher imperiais e mojitos em barda, é aproveitar minha gente que é à pala. E ao pequeno almoço, sempre sempre encher o prato com tudo o que há e enfardar o mais que se puder.

Protestar quando estão em causa coisas verdadeiramente importantes, caraças, como há três dias quando um indignado compatriota meu foi à receção dizer que estava há duas horas sem televisão. Por fim, não esquecer aquela tradição tão nossa, do "guardar o lugar" na fila ou no guarda sol, mesmo que depois não se meta lá mais os cotos durante o resto do dia. Nem dei por sair de Portugal.

E os indígenas? Ah esses, pois. Ficam para amanhã.

3 comentários

Comentar post

Arquivo

Isabel Moreira

Ana Vidigal
Irene Pimentel
Miguel Vale de Almeida

Rogério da Costa Pereira

Rui Herbon


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • f.

    olá. pode usar o endereço fernandacanciodn@gmail.c...

  • Anónimo

    Cara Fernanda Câncio, boa tarde.Poderia ter a gent...

  • Fazem me rir

    So em Portugal para condenarem um artista por uma ...

  • Anónimo

    Gostava que parasses de ter opinião pública porque...

  • Anónimo

    Inadmissível a mensagem do vídeo. Retrocedeu na hi...

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D

Links

blogs

media