Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

jugular

Quando o(a) assessor(a) vai à Wikipédia para fazer um comunicado... dá merda.

O Ministério da Justiça emitiu um comunicado sobre a notícia do Expresso "Ministra da Justiça manipulou dados sobre pedofilia" que, tecnicamente, é de nos atirarmos para o chão a rebolar para não chorarmos. A Shyznogud já falou do assunto hoje mas é irresistível não o fazer depois de se ler um conjunto de palavras - na teoria um comunicado - cuja fonte técnica só pode mesmo ter sido a Wikipédia.
 
O comunicado começa por falar em dados da Direcção Geral de Reinserção e Serviços Prisionais relativos a "crimes sexuais" para logo de seguida se "esquecer" e passar a falar - mal, muito mal - de uma perturbação parafílica - eu já expliquei tudinho à senhora, caramba.
 
Falam em "predadores" e apelam ao DSM -  sistema classificativo das perturbações mentais da Associação Americana de Psiquiatria -  quando, seguramente, não encontrarão as especificação do termo no referido sistema classificativo.
 
Informam-nos, depois, que tais sujeitos têm "comportamento habitual de tipo heterossexual com adultos, geralmente não sendo pedófilos". Adoro o "geralmente não sendo pedófilos". Se escreveram antes que tem "comportamento habitual (...) com adultos" não são, por definição, pedófilos - o "habitualmente"  (comportamento ou não) no pedófilo versa a criança.
 
Depois, armados ao pingarelho, referem o DSM IV quando já saiu, em 2015, o DSM 5 e houve, pelo meio de ambos, o DSM IVR. Ou não falam em sistemas classificativos ou referem a última versão publicada. Mais, na versão actual do dito sistema classificativo a exclusividade do pré-púbere na sistematização diagnóstica da perturbação Pedoebófilica não existe (ver links mais acima para confirmar).
 
E continuam "Naturalmente que o tipo pedófilo exclusivo, terá um impulso sexual, do que se infere expectavelmente "intenso e recorrente"- o que é de perspectivar uma altíssima taxa de reincidência, como a Ministra da Justiça tem vindo a referir" . "Naturalmente" o tanas, meus senhores. Agora em capitais, O PEDÓFILO PODE NÃO SER, E HABITUALMENTE NÃO É, UM ABUSADOR DE MENORES, SUAS BESTAS. Que merda é essa de deitar mão do diagnóstico de pedofilia para justificar o injustificável? 
 
Terminam com esta pérola "não se debruçam exclusivamente sobre os " pedófilos exclusivos", a que se tem referido a Ministra da Justiça". Portanto a ministra não tem andado a falar do crime de abuso de menores e o que quer é que os médicos quebrem sigilo profissional e publicitem a lista dos "pedófilos exclusivos" que seguem, é isso?
 
Ps: Sugiro, de novo, a leitura desta carta.
 
Adenda: Nota do Expresso em resposta ao "comunicado" da ministra.

 

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Arquivo

Isabel Moreira

Ana Vidigal
Irene Pimentel
Miguel Vale de Almeida

Rogério da Costa Pereira

Rui Herbon


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

Links

blogs

media