Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

jugular

um post sobre trânsito

Os portugueses estão carregados de impostos. Nada de novo. 2014 trouxe novos. Idem. O que alguns talvez não saibam é que há uma série de agravamentos resultantes das alterações ao Código da Estrada que são verdadeiros impostos. Aceito que o "apelo ao civismo" e as campanhas de sensibilização são medidas ineficazes e lentas. É um facto. Sei o que é a praga dos telemóveis durante a condução, a cautela redobrada perante quem atende chamadas a fazer manobras ou a 50 à hora na faixa do meio. E os ziguezagues dos espalha-brasas, que não respeitam prioridade nem coisa nenhuma, mais a pressão dos "sinais de luzes"="sai da frente", a juntar aos que desconhecem o significado do triângulo invertido (sobretudo nos acessos a vias rápidas) e enfiam-se literalmente na via principal. O perigo espreita a cada curva, os portugueses conduzem como loucos. É verdade.

Mas duvido que o que vem aí resolva o problema. E o que vem aí é, apenas e tão-somente, um agravamento das multas e penalizações. Não vai servir de nada, em termos gerais. Continuará a ser uma roleta. Podes continuar a ser uma besta na estrada, provavelmente nunca te acontecerá nada. Ou podes ter azar, pisar o risco uma vez que seja, estás feito. Vai girar, senhores, vai girar. Da mesma forma como a tenebrosa (porque inverte completamente o sentido das responsabilidades cívicas) novela das "faturas com NIF" e os sorteiozinhos que hão-de premiar quem se porta bem, tal como há uns anos havia um concurso televisivo ("Arreganha a Taxa") que obrigava as pessoas a rir durante um minuto para ganharem um prémio, e desde que tivessem a taxa em dia, também a circulação automóvel vai ser, cada vez mais, um jogo de sorte. Ou de azar. Querem ver? Então aqui vão uns exemplos, tirados daqui.

1. A ultrapassagem de veículo pelo lado direito passa a ser sancionada com coima de €250 a €1250. Está-se a ver a fortuna que a BT vai arrecadar, se calha haver uma fiscalização a sério. Pena que ninguém se lembre de fazer o mesmo a quem circula sempre na faixa do meio (ou da esquerda). 2. Passa a ser proibido parar e estacionar a menos de 25 metros antes e 5 metros depois dos sinais de paragem dos veículos de transporte colectivo de passageiros «autocarros». Não diz quanto custa, mas presumo que a "norma" seja 30 € (possivelmente agravada). Vai ser uma fartura. 3. É proibido e considerado abusivo o estacionamento de veículos ostentando qualquer informação com vista à sua transacção «ex: vende-se, procuro novo dono, n.º de telemóvel, etc». Em caso de infracção, o veículo será rebocado. Ora toma, desembolsa. 4. A infracção a esta disposição [usar telemóvel] é sancionada com coima de €120 a €600 e passa a ser considerada contra-ordenação grave, sendo penalizada com sanção acessória de inibição de conduzir. Eu até sou adepto de que deveria dar direito a fuzilamento imediato, é verdade, mas assim rende mais. 5. A ausência de colete é sancionada com uma coima de €60 a €300 euros. A não colocação do colete é sancionada com coima de €120 a €600. E agora as novas contraordenações muito graves: a) Não parar perante o sinal de STOP ou perante a luz vermelha de regulação do trânsito ou o desrespeito da obrigação de parar imposta pelos agentes fiscalizadores ou reguladores do trânsito; b) Pisar ou transpor uma linha longitudinal contínua que separa os sentidos de trânsito. Estas contra-ordenações muito graves resultam na apreensão da carta de condução durante um período de 2 meses a 2 anos. Imagino as multas. Pisar um traço contínuo é "muito grave"? É faturar, senhores, é faturar.

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Arquivo

Isabel Moreira

Ana Vidigal
Irene Pimentel
Miguel Vale de Almeida

Rogério da Costa Pereira

Rui Herbon


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

Links

blogs

media