Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

jugular

viva a coltura (perdão, kultura)

O Palácio Nacional de Sintra é um belo palácio. Não é por ser da minha terra. É mesmo. O meu preferido. Feito de vários pedaços e peças, de épocas diferentes, com fragmentos de História em cada esquina, nacos incompletos, episódios misteriosos, tudo justaposto num edifício labiríntico de memórias diversas. Não gosto da monstruosidade monumental e unívoca do convento de Mafra, desagrada-me a artificialidade da Pena, não simpatizo muito com Ajudas, Vilas Viçosas ou Queluzes. O Palácio da Vila é toda a História de Portugal num pedaço. D. João I, Duarte d'Armas, D. Duarte, D. João II, D. Manuel, D. Sebastião, Camões, D. Afonso VI, D. Pedro II, D. Amélia, e mais e mais, estão lá. Sintra é o Palácio. O resto é paisagem. Hoje regressei. Não entrava ali desde a quadra natalícia de 1988, quando o professor mais exigente que alguma vez tive me atribuiu como tema para um ensaio "o quotidiano do Palácio de Sintra no séc. XVIII". Disse-me o próprio, mais tarde, que fiquei a dever a nota final da cadeira a este trabalho, e não ao exame final. Há dívidas que nunca se pagam.

Quem hoje visita o Palácio tem sorte. Ou pode ter azar. Depende. Eu sou munícipe, tenho entrada gratuita aos domingos de manhã. Quem não é, azar o dele. Turista japonês ou concidadão residente em Lisboa, na Amadora ou na Ilha do Corvo paga o mesmo. A doer: 8,5 € pelo direito a percorrer os corredores do edifício. Sem guia. Para isso há um extra (5 €, salvo erro). Jovens até aos 18 anos pagam 7 €. Um roubo. Uma espoliação a todos, nacionais e estrangeiros. Imaginemos uma família, dois adultos e dois adolescentes. Tudo somado, uma entradinha para os quatro ficará, portanto, por 31 €? Não, que disparate. Para elevar a cultura dos bárbaros que visitam a nossa bela terra, existe um "bilhete familiar". Que bom é poupar. E quanto é? Redução de 50%? Quase, quase, mais exatamente, 3,22 %, ou seja, desconto de 1 €. Tcharan! 30 €, que magnífica oportunidade. Nem sei como não há magotes familiares a acotovelar-se à entrada. Ou, se calhar, terá algo a ver com o facto de só ter ouvido falar alemão, inglês e chinês quando lá estive, hoje.

Por acaso, é mentira. Também ouvi português, porque meti-me à pendura de uma visita de estudo escolar. Os putos não são tolos (embora muitos os queiram fazer de tal coisa). Sabem que neste horário é de borla, portanto, convenceram o stor a marcar hoje. Que, aliás, desabafava que é mesmo preciso fazer estes exercícios de imaginação, porque acabaram-se as visitas escolares gratuitas. Os jovens das escolas de Sintra pagam 3 € para visitarem o ex-libris do concelho. Os de fora, quem sabe? Na verdade, quem quer saber? Desde que renda, é o que importa, não é verdade?

6 comentários

Comentar post

Arquivo

Isabel Moreira

Ana Vidigal
Irene Pimentel
Miguel Vale de Almeida

Rogério da Costa Pereira

Rui Herbon


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Fazem me rir

    So em Portugal para condenarem um artista por uma ...

  • Anónimo

    Gostava que parasses de ter opinião pública porque...

  • Anónimo

    Inadmissível a mensagem do vídeo. Retrocedeu na hi...

  • Anónimo

    "adolescentes e pré-adolescentes pouco dados à int...

  • Anónimo

    apos moderaçao do meu comentario reitero

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D

Links

blogs

media